17/03/2021

“Realidade” Virtual

Tags: BLOG

16/03/2021 - Anna Luisa Araújo

Em tempos de stories e transmissões Ao Vivo, estar realmente presente é uma dádiva. Com o advento da internet, muitos dizem que a comunicação no mundo, de uma forma geral, melhorou. Creio que quanto à velocidade tenha realmente melhorado exponencialmente, porém, em relação à qualidade e à veracidade dos dados, a afirmação não seja tão positiva.

Vivemos em um mundo no qual o on-line nos permite estar em todos os lugares ao mesmo tempo, mas de fato não estamos em lugar nenhum.  O estar presente em uma reunião de família, ou sentado ao chão juntos com nossos filhos, está cada vez mais incomum, visto que na maioria das vezes as conversas são realizadas por aplicativos, nos quais a troca de olhares e o toque já não existem mais. Realmente, estamos todos conectados, só que virtualmente.

Ficar de fato onde exatamente se está fisicamente está cada vez mais raro, pois através dos nossos smartphones compartilhamos com o mundo a nossa localização, nossos sentimentos, e o nosso momento, que era para ser presente, já não existe mais. Como se vivêssemos em uma nuvem de informações e raramente descemos. Acredito que somente quando estamos dormindo, ou talvez nem assim, porque muitas vezes nos mantemos em stand-by, esperando alguma mensagem que pode chegar a qualquer momento.

Os vídeos e fotos são editáveis, possuem filtros, fundos de imagem, e parece que nada é mais como realmente é de verdade. E de certa forma queremos acreditar que é de fato. Pois a “Realidade” Virtual se mostra muito mais bonita do que as cenas que vivemos dentro de casa e a imagem que vemos refletida no espelho.

Os momentos são registrados nas famosas selfies, que geralmente se perdem a uma imensidão de registros que nunca foram revelados, assim como o próprio momento que fora perdido. Algumas promessas e paixões só acontecem no modo virtual e nunca chegam a acontecer realmente. Vive-se muito intensamente, porém, virtualmente. Quando nos deparamos com a realidade, ficamos anestesiados, como se não houvesse mais assunto ou porque a “conexão” enfim terminou.

Acesse o livro da autora neste link


Anna Luisa Araújo, tem 33 anos, é Terapeuta Comportamental, assistente social, bióloga, especialista em Saúde da Família e autora deste livro, O outro lado. Estudou diversos campos, dentre eles a Programação Neurolinguística, Parapsicologia, Teoria Cognitiva Quântica, Psicanálise, Constelações Familiares, Budismo, Espiritismo, Yoga e Ho’oponopono. Vive em Cachoeiro de Itapemirim, uma pequena cidade do interior do estado do Espírito Santo. É colecionadora de bons amigos e de momentos inesquecíveis. Anna Luisa é apaixonada por tudo de incrível que a vida é capaz de lhe proporcionar.