28/06/2019

Amor e poder: Conflito pelo controle absoluto

Tags: BLOG

28/06/2019 - Por: Douglas Marnei

 

No passado, os povos que viviam ao norte do Rio Reno nunca se submeteram ao poder do Império Romano. Eles possuíam uma cultura própria, com uma concepção do Universo diferenciada, bem como mitos de heróis e um panteão de deuses que eram cultuados na Natureza.

Esse conjunto de mitos foi passado de forma oral até chegar a Richard Wagner, um brilhante compositor do século XIX, que compôs uma tetralogia de óperas denominadas O Ouro do Reno, A Walkiria, Siegfried e o Crepúsculo dos Deuses. Essas obras deram origem ao Ciclo do Anel.

Nessas óperas vemos seres fantásticos, como ninfas e anões, relacionando-se com deuses e mortais, em uma trama envolvendo roubos, maldições, acordos não cumpridos, traições e encantamentos, culminando em um final trágico para os deuses.

O que está por trás desse enredo é o conflito entre o Amor e o Poder, entre a entrega incondicional e o controle absoluto, sendo que os personagens se posicionam de acordo com suas personalidades. Para melhor compreender suas atitudes, é relevante entender a psique de cada um deles. Para tal, uma análise astrológica da biografia de Richard Wagner pode ser necessária, visto que ela mostra genialidade e ineditismo do autor, que provocaram uma revolução na forma de apresentação dos espetáculos operísticos daquela época, finalizando com a construção de um teatro em Bayreuth, específico para a apresentação de suas óperas.

A partir disso, pode-se encontrar um relevante estudo da sua orientação filosófica, dos pensadores que o influenciaram como Feuerbach e Schopenhauer, daqueles que o incentivaram a lutar contra o poder como Mikhail Bakunin e de outros que passaram de grandes admiradores para críticos ferozes como Friedrich Nietzsche.

Tudo isto você poderá encontrar na leitura de O Anel do Nibelungo: o conflito entre o Amor e o Poder, de autoria do arquiteto e astrólogo Douglas Marnei, uma obra fascinante que nos coloca em um universo repleto de magia e carregado de arquétipos que possibilitará nos conhecermos melhor.


Douglas Marnei é arquiteto formado pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (Fauusp). Estuda Astrologia desde 1977 e é um apaixonado pela Mitologia em suas diversas formas de expressões culturais. Autor de pôsteres e calendários com motivos astrológicos; participou de vários encontros e congressos de Astrologia como palestrante. Apreciador de História da Arte, publica diariamente em sua página imagens de pinturas com motivos mitológicos. Nascido sob os influxos do signo de Gêmeos, é extremamente curioso e se considera um eterno aprendiz.