Identidade e Poder: Identificação e Relações de Poder no Território de Reserva Extrativista

Ref: 978-85-473-0742-4

O livro Identidade e Poder lança um olhar sobre temas que agitam o meio social das reservas extrativistas, desvelando assuntos complexos relacionados aos conflitos existentes nesse cenário. A obra focaliza as relações de identificação e poder, ainda pouco estudadas, nas áreas de reservas extrativistas marinhas.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 49,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 22,00

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-85-473-0742-4


ISBN Digital: 978-85-473-1451-4


Edição: 1


Ano da edição: 2018


Data de publicação: 16/04/2018


Número de páginas: 163


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Ana Patrícia Reis da Silva.

O livro Identidade e Poder lança um olhar sobre temas que agitam o meio social das reservas extrativistas, desvelando assuntos complexos relacionados aos conflitos existentes nesse cenário. A obra focaliza as relações de identificação e poder, ainda pouco estudadas, nas áreas de reservas extrativistas marinhas. A pesquisa também retrata a construção social e política da Reserva Extrativista Marinha Caeté-Taperaçú, a partir dos relatos orais dos atores envolvidos no processo de criação. Por serem necessários o conhecimento e a reflexão sobre esse território de reserva extrativista marinha, este livro apresenta as transformações ocorridas nesse espaço onde as populações tradicionais reivindicam e lutam por seus direitos.

Esta obra é uma experiência interessante e agradável de conhecer essa realidade e os conflitos nela existentes, buscando entender as relações de poder e  de identificação entre pescadores(as) artesanais e reservas extrativistas marinhas.