Pedagogia, Sujeitos e Resistências: Verdades do Poder e Poderes da Verdade

Ref: 978-85-8192-563-9

anarco-sindicalista nas primeiras décadas do século XX, o Centro de Cultura Social de São Paulo tem por objetivo o aprimoramento intelectual, a prática pedagógica e os debates públicos.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 53,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 19,00

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-85-8192-563-9


ISBN Digital: 978-85-8192-563-9


Edição: 1


Ano da edição: 2015


Data de publicação: 00/00/0000


Número de páginas: 131


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Nildo Avelino.

2. Gláucia Figueiredo.

3. Ana Godoy.

Fundado em 14 de janeiro de 1933 como remanescente das associações culturais criadas pelo movimento anarquista e anarco-sindicalista nas primeiras décadas do século XX, o Centro de Cultura Social de São Paulo tem por objetivo o aprimoramento intelectual, a prática pedagógica e os debates públicos.

Nesse intuito, organiza palestras, cursos, seminários, filmes, peças teatrais, entre outros, além de manter um acervo de arquivo e biblioteca voltada principalmente para os estudos. Desenvolve formas de ação e formação de militantes e de livres pensadores, tendo sido comum a formação de diversos centros de cultura ou congêneres em meados do século XX.

A obra Pedagogia, sujeitos e resistências é resultado de um seminário promovido pelo Centro de Cultura Social de São Paulo em Junho de 2009 com o propósito de discutir o funcionamento das verdades do poder e dos poderes da verdade que circundam as várias práticas políticas e pedagógicas na contemporaneidade.

Nesse sentido, a obra em questão, como bem apresenta Silvio Gallo, é resultado do esforço intelectual de jovens pesquisadores que transformaram um encontro de estudos em matéria concreta e viva de resistência ao instituído em prol da liberdade de expressão e de criação de novos modos de vida. Esta coletânea de textos apresenta-se extremamente inovadora no que concerne a educação e a pedagogia porque apresenta o funcionamento de micropolíticas cotidianas capazes de mobilização-transformação do mesmo e da mesmidade político, pedagógica e educacional tão correntes nos dias de hoje.

Nildo Avelino - UFPB