A Economia Criativa nos Municípios Periféricos da Região Oeste do Paraná

Ref: 978-85-473-1019-6

A Economia Criativa nos municípios periféricos da Região Oeste do Paraná lança um olhar sobre os municípios menores, em quantidade de população, indicadores econômico-sociais (IDH, PIB, renda per capita), municípios dormitórios e outros, que normalmente perdem população, por não possuírem forças de atração e geração de oportunidades, sendo então classificados como estagnados, deprimidos e/ou retardatários.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 57,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-1019-6


Edição: 1


Ano da edição: 2018


Data de publicação: 29/05/2018


Número de páginas: 231


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Sérgio Luiz Kuhn.

A Economia Criativa nos municípios periféricos da Região Oeste do Paraná lança um olhar sobre os municípios menores, em quantidade de população, indicadores econômico-sociais (IDH, PIB, renda per capita), municípios dormitórios e outros, que normalmente perdem população, por não possuírem forças de atração e geração de oportunidades, sendo então classificados como estagnados, deprimidos e/ou retardatários.

Esta obra, amparada na fundamentação teórica da Economia Criativa, de seu fundador John Howkins e demais autores, propõe-se a levantar e a estudar a realidade dos 20 municípios da Região Oeste do Paraná com população inferior a 7.000 habitantes (Censo 2010). Busca, por meio de dados secundários e também primários, colhidos junto às lideranças municipais público-privadas e institucionais, e também cidadãos, caracterizar os seus gestores e o cenário atual dos respectivos municípios, identificar as suas percepções, potencialidades, forças endógenas, atividades e áreas promissoras, os gargalos / entraves locais e regionais, os seus maiores desafios, sugestões e recomendações da Economia Criativa, entre outros.

Por seu conteúdo e pela preocupante realidade levantada, o que se registra também, em grande parte, nos pequenos municípios distribuídos pelo País torna esta leitura primordial. É uma excelente fonte de apoio aos diversos gestores e atores municipais e regionais, às lideranças e aos interessados no desenvolvimento e crescimento dos seus municípios e suas regiões, para mudarem o seu percurso histórico, mediante uma atuação mais dinâmica, proativa e agregadora de oportunidades da indústria sem chaminé, via bens imateriais e incorpóreos, por meio da chamada Economia Criativa. Esta, pelo conhecimento, acompanhada de habilidade e atitude, gera emprego, renda, inclusão social, bem-estar e outros, e muda realidades para o que deve ser e como ideal nos munícipios e regiões.