Jornalismo Literário e as Narrativas dos Dramas Reais

Ref: 978-85-473-1466-8

Será que o texto jornalístico deve sempre ser imparcial? A neutralidade para compor o relato costuma ser exigida na construção da notícia, mas será que não colocar os sentimentos que estão presentes no fato é relatá-lo com fidedignidade? Essa é uma dúvida que sempre confundiu os mais experientes jornalistas, deixando-os diante de um dilema: trair a realidade, escamoteando a carga emocional inerente às grandes tragédias, ou tentar reproduzi-las o mais fielmente possível, adicionando o drama contido no fato?


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 42,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 19,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-1466-8


ISBN Digital: 978-85-473-1467-5


Edição: 1


Ano da edição: 2018


Data de publicação: 15/08/2018


Número de páginas: 67


Encadernação: Brochura


Peso: 100 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Nathália Pimenta.

2. Mirian Magalhães.

Será que o texto jornalístico deve sempre ser imparcial? A neutralidade para compor o relato costuma ser exigida na construção da notícia, mas será que não colocar os sentimentos que estão presentes no fato é relatá-lo com fidedignidade? Essa é uma dúvida que sempre confundiu os mais experientes jornalistas, deixando-os diante de um dilema: trair a realidade, escamoteando a carga emocional inerente às grandes tragédias, ou tentar reproduzi-las o mais fielmente possível, adicionando o drama contido no fato?

A proximidade entre jornalismo e literatura nem sempre foi apreciada, embora a origem do texto jornalístico esteja nas narrativas ficcionais. Enquanto a literatura sempre incentivou a imaginação de seus redatores e nunca lhes impôs limites, o jornalismo nasceu entre muros. Ao longo de seu desenvolvimento, a busca pela neutralidade do relato o fez se distanciar cada vez mais da literatura, propondo ao texto jornalístico técnicas que o afastavam da emoção e dos sentimentos que permeiam toda a ação.

Buscando rever procedimentos impostos em nome da objetividade jornalística, a proposta deste livro é refletir sobre o quanto é imprescindível expressar emoções nos textos para que notícias trágicas possam ser contadas o mais próximas à realidade que ocorreram, já que uma das principais tarefas do jornalismo é o compromisso com a verdade.