Música e Alteridade: Uma Abordagem Bakhtiniana

Ref: 978-85-473-1825-3

O livro Música e Alteridade: uma abordagem bakhtiniana propõe que a interação entre os sujeitos, fundada no conceito de alteridade dialógica do filósofo Mikhail Bakhtin (1885-1975), possa ser aplicada à compreensão da música, pelo entendimento de que as relações de alteridade têm implicações musicais. Para situar o leitor no desenvolvimento das ideias propostas no livro, o autor discute inicialmente o problema da recepção das obras de Bakhtin e também alguns conceitos relacionados ao dialogismo e à ideia de alteridade.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 49,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 22,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-1825-3


ISBN Digital: 978-85-473-1826-0


Edição: 1


Ano da edição: 2018


Data de publicação: 15/08/2018


Número de páginas: 167


Encadernação: Brochura


Peso: 200 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Ricardo Petracca.

O livro Música e Alteridade: uma abordagem bakhtiniana propõe que a interação entre os sujeitos, fundada no conceito de alteridade dialógica do filósofo Mikhail Bakhtin (1885-1975), possa ser aplicada à compreensão da música, pelo entendimento de que as relações de alteridade têm implicações musicais. Para situar o leitor no desenvolvimento das ideias propostas no livro, o autor discute inicialmente o problema da recepção das obras de Bakhtin e também alguns conceitos relacionados ao dialogismo e à ideia de alteridade. Em seguida, identifica a alteridade dialógica em dois contextos comunicacionais diferentes, como também nas músicas que dali emergem: aquele em que ocorre uma interação direta entre os sujeitos e em outro no qual o texto musical passa a ser um espaço formal de interação entre sujeitos e o locus de representação do diálogo entre eles. Assim, sob a ótica bakhtiniana, o autor comenta diferentes pesquisas em etnomusicologia e também aquelas que se utilizam do conceito de intertextualidade com o intuito de mostrar as relações dialógicas existentes em torno de uma obra musical.

Em um mundo onde os paradigmas sustentam-se em torno do indivíduo e da identidade, Ricardo Petracca propõe aquele que se constrói em torno das relações e da alteridade. É seguindo por esse caminho que o autor vislumbra, ao final do livro, uma estética musical da alteridade baseada na filosofia de Bakhtin. Este livro destina-se aos professores, pesquisadores e estudantes de Música, Antropologia, Filosofia, Comunicação e também para todo aquele que gostaria de refletir sobre a importância e a presença do outro na criação e apreciação da arte.