Constitucionalismo Social: Constituição na Globalização

Ref: 978-85-473-2140-6

Na medida em que a clássica definição de Direito Constitucional como o conjunto de regras e instituições que delimitam a aplicação do poder do Estado dentro de determinado território soberano não se mostra mais suficiente para a constatação de problemas atuais no contexto da globalização, o Constitucionalismo Social, em uma linha de evolução na Teoria Constitucional, apresenta-se como um arcabouço teórico necessário para a observação e solução de casos de natureza global, envolvendo problemas comuns entre diferentes países.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 52,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 18,00

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-85-473-2140-6


ISBN Digital: 978-85-473-2140-6


Edição: 1


Ano da edição: 2018


Data de publicação: 11/10/2018


Número de páginas: 125


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Bernardo Leandro Carvalho Costa.

2. Leonel Severo Rocha.

Na medida em que a clássica definição de Direito Constitucional como o conjunto de regras e instituições que delimitam a aplicação do poder do Estado dentro de determinado território soberano não se mostra mais suficiente para a constatação de problemas atuais no contexto da globalização, o Constitucionalismo Social, em uma linha de evolução na Teoria Constitucional, apresenta-se como um arcabouço teórico necessário para a observação e solução de casos de natureza global, envolvendo problemas comuns entre diferentes países. Destacam-se, nessa proposta, a evolução das Constituições Transnacionais, o Transconstitucionalismo e a constitucionalização das relações entre fragmentos constitucionais, questões trabalhadas no presente livro.