Valor Ambiental da Cachoeira da Serrinha, Mariana-MG

Ref: 978-85-473-1376-0

Estudos de Valoração Ambiental têm ocupado destaque na Economia Ambiental. Quando se pensa em Áreas de Preservação Natural, como Parques Estaduais e Nacionais, ainda mais! Basta pensar na enorme biodiversidade presente nesses locais, ainda inexplorada.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 46,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 19,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-1376-0


ISBN Digital: 978-85-473-1377-7


Edição: 1


Ano da edição: 2018


Data de publicação: 05/12/2018


Número de páginas: 125


Encadernação: Brochura


Peso: 200 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Pedro Luiz Teixeira de Camargo.

Estudos de Valoração Ambiental têm ocupado destaque na Economia Ambiental. Quando se pensa em Áreas de Preservação Natural, como Parques Estaduais e Nacionais, ainda mais! Basta pensar na enorme biodiversidade presente nesses locais, ainda inexplorada.

O caso desta obra, que se propõe a calcular o valor monetário de parte do Parque Estadual do Itacolomi (Peit), entre Mariana e Ouro Preto, em Minas Gerais, é um estudo inédito que inaugura de maneira singular as pesquisas do autor na área denominada como Cachoeira da Serrinha, na parte marianense do Parque, localizada no distrito de Passagem.

Com grande riqueza de detalhes e uma escrita simples, o autor desenvolve toda uma pesquisa acadêmica (que foi sua dissertação de mestrado) com um linguajar pouco usual para pesquisadores, sendo de fácil leitura até mesmo para aqueles pouco habituados ao rebuscado estilo acadêmico.

Convidamos o leitor ou a leitora a conhecer mais e melhor essa pouco explorada área científica e, quem sabe, ao se interessar, contribuir para o desafio científico de se valorar e monetarizar cada vez mais as diversas áreas ambientais, contribuindo assim para sua preservação, afinal de contas fazendo sentir no bolso do cidadão e dos gestores é mais provavél que se consigam de fato políticas ambientais realmente eficientes.

Que tal nos acompanhar nesta aventura ao mesmo tempo científica, política e ambiental?