O Artista Com Deficiência no Brasil

Ref: 978-85-473-2455-1

Nesta obra é contada a história da pessoa com deficiência no país a partir de entidades de acolhimento e de pesquisas acadêmicas na relação arte e deficiência, refazendo também as trajetórias de alguns indivíduos e suas conexões com arte na família, na escola, em iniciativas fomentadas pelo Estado e em grupos artísticos específicos constituídos nesses espaços. Fala-se da precária relação entre arte, deficiência e inclusão social, sobre espaços de legitimidade do artista, da arte e da deficiência, sem deixar de lado as entidades de inclusão social e suas ferramentas, especialmente as atividades artísticas.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 49,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 22,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-2455-1


ISBN Digital: 978-85-473-3400-0


Edição: 1


Ano da edição: 2018


Data de publicação: 11/12/2018


Número de páginas: 199


Encadernação: Brochura


Peso: 200 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Nicole Somera.

Nesta obra é contada a história da pessoa com deficiência no país a partir de entidades de acolhimento e de pesquisas acadêmicas na relação arte e deficiência, refazendo também as trajetórias de alguns indivíduos e suas conexões com arte na família, na escola, em iniciativas fomentadas pelo Estado e em grupos artísticos específicos constituídos nesses espaços. Fala-se da precária relação entre arte, deficiência e inclusão social, sobre espaços de legitimidade do artista, da arte e da deficiência, sem deixar de lado as entidades de inclusão social e suas ferramentas, especialmente as atividades artísticas.

O jornalista Jairo Marques diz, no prefácio desta obra, que “em seu O artista com deficiência no Brasil, Nicole Somera mergulha com brilhantismo no tecer de um entendimento que remonta ao início das ‘guerrilhas’ inclusivas do país e que ainda hoje é palco fundamental de fomento à inclusão: o acolhimento da pessoa com deficiência nesse emaranhado de tintas, interpretações, sons, formas.

De forma saborosamente crítica e atenta, a autora faz uma contribuição única para que mais energia se dê na observação dos apartamentos sociais nas esferas em que mais se espera abrangência democrática e pluralismo”.