A ONU Entre o Passado e o Futuro - A Política da Autoridade

Ref: 3875364

O livro de Dawisson Lopes sobre a autoridade das Nações Unidas, que nasceu como uma tese de mestrado apresentada à Universidade Federal de Minas Gerais, tem duas virtudes evidentes.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 49,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-64561-90-8


Edição: 1


Ano da edição: 2012


Data de publicação: 00/00/0000


Número de páginas: 271


Peso: 200 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Dawisson Belém Lopes.

O livro de Dawisson Lopes sobre a autoridade das Nações Unidas, que nasceu como uma tese de mestrado apresentada à Universidade Federal de Minas Gerais, tem duas virtudes evidentes. A primeira, visível já nos primeiros parágrafos, é a qualidade do texto. Claro, preciso, de leitura fácil, o estilo nega a ideia de que as dissertações de pós-graduação devam ser enfadonhas, valorizadas pelo jargão e pelas dificuldades postas à leitura. Merece menção a rica escolha de epígrafes, sempre significativas. A dissertação de Dawisson não lida com assuntos simples nem simplifica questões complexas, mas prova que questões intrincadas não são incompatíveis com o prazer da leitura.

A segunda virtude é a escolha do tema e a maneira como decidiu tratá-lo. Em regra, quando se estudam instituições políticas nacionais, é fácil localizar onde está a sua autoridade e assim definir o que valem efetivamente para a sociedade que as cria e a medida de influência que têm na definição dos negócios públicos. No caso das instituições internacionais, especialmente o da ONU, a resposta não é evidente nem imediata. O debate sobre o que é autoridade pública e as motivações para a obediência civil é conduzido, desde os gregos, tendo como campo de reflexão unidades limitadas; modernamente, é o Estado a referência necessária.


DAWISSON BELÉM LOPES é doutor em Ciência Política pelo Instituto de Estudos Sociais e Políticos da UERJ. Atua como professor de Política Internacional e comparada na UFMG, lidera a Rede Interinstitucional de Pesquisa em Política Externa e Regime Político (grupo de pesquisa CNPq) e, atualmente, coordena projeto de investigação científica sobre as Organizações Intergovernamentais e a Ordem Mundial, sob os auspícios da FAPEMIG. É autor de dezenas de artigos publicados em periódicos científicos indexados.