O Brasil, os BRICS e o Mundo no Século XXI: Estratégias Nacionais de Defesa e Desafios Geopolíticos em um Mundo em Transformação

Ref: 978-85-5507-676-3

O presente livro trabalha alguns aspectos do atual cenário estratégico internacional e, especialmente, o papel do Brasil no mesmo. Os artigos que o compõem abordam temas diversos, mas respondem à mesma preocupação, ou seja, identificar as mutações do cenário estratégico internacional e como tais mudanças afetam o mundo, o continente latino-americano e, acima de tudo, o Brasil. O livro se organiza, assim, numa perspectiva que parte do macro e se dirige ao micro, caminhando do mais amplo para o mais específico. Num primeiro momento, são apresentados textos em que se abordam alguns aspectos do cenário mundial contemporâneo, caminhando a discussão posteriormente para os BRICS, a América Latina e o Brasil.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 76,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-5507-676-3


Edição:


Ano da edição: 2019


Data de publicação: 02/04/2019


Número de páginas: 342


Encadernação: Brochura


Peso: 100 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. João Fábio Bertonha.

O presente livro trabalha alguns aspectos do atual cenário estratégico internacional e, especialmente, o papel do Brasil no mesmo. Os artigos que o compõem abordam temas diversos, mas respondem à mesma preocupação, ou seja, identificar as mutações do cenário estratégico internacional e como tais mudanças afetam o mundo, o continente latino-americano e, acima de tudo, o Brasil. O livro se organiza, assim, numa perspectiva que parte do macro e se dirige ao micro, caminhando do mais amplo para o mais específico. Num primeiro momento, são apresentados textos em que se abordam alguns aspectos do cenário mundial contemporâneo, caminhando a discussão posteriormente para os BRICS, a América Latina e o Brasil. Um dos elementos centrais de toda a discussão aqui presente são as Estratégias Nacionais, as Estratégias Nacionais de Defesa (END) e as várias políticas (de defesa, de ação internacional, etc.) que derivam das mesmas. São abordadas, em diferentes níveis de profundidade, as END e as políticas de defesa de dezoito países, dos quais dois da América do Norte, seis da América Latina, três da Ásia, seis da Europa e um da África. Esse esforço comparado facilita o trabalho de compreensão do momento estratégico global, pois todos os vários países aqui mencionados tentam se adaptar, de uma forma ou de outra, à mesma mudança de realidade. Comparar é um ótimo instrumento não apenas para que possamos compreender melhor o momento atual, como para que o caso brasileiro, com seus problemas e dilemas específicos, seja visto dentro de uma perspectiva mais ampla.