Controvérsias em mudanças nas organizações: a ação das pessoas, das coisas e dos ciborgues

Ref: 978-855507572-8

Em CONTROVÉRSIAS EM MUDANÇAS NAS ORGANIZAÇÕES: a ação das pessoas, das coisas e dos ciborgues o autor, Clovis Cerretto Pinto, apresenta o resultado de seus estudos sobre mudanças nas organizações, a partir da perspectiva da Teoria Ator-Rede (ANT). A abordagem, originária num doutorado, é inédita empresarialmente. Esta obra visa propiciar a aplicabilidade desses conceitos de maneira compatível com o pragmatismo do mundo dos negócios.Para apresentar didaticamente os conceitos abordados, cada capítulo conta com um relato de uma situação empresarial inspirada nas vivências do autor, discutindo crenças arraigadas e usualmente não desafiadas. Também introduz alguns temas caros à ANT: a associação de humanos e não-humanos, os ciborgues, a ação de não-humanos, o poder; as controvérsias e as caixas-pretas; a cartografia de controvérsias.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 62,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-855507572-8


Edição:


Ano da edição: 2019


Data de publicação: 09/05/2019


Número de páginas: 176


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Clovis Cerretto Pinto.

Em CONTROVÉRSIAS EM MUDANÇAS NAS ORGANIZAÇÕES: a ação das pessoas, das coisas e dos ciborgues o autor, Clovis Cerretto Pinto, apresenta o resultado de seus estudos sobre mudanças nas organizações, a partir da perspectiva da Teoria Ator-Rede (ANT). A abordagem, originária num doutorado, é inédita empresarialmente. Esta obra visa propiciar a aplicabilidade desses conceitos de maneira compatível com o pragmatismo do mundo dos negócios.
Para apresentar didaticamente os conceitos abordados, cada capítulo conta com um relato de uma situação empresarial inspirada nas vivências do autor, discutindo crenças arraigadas e usualmente não desafiadas. Também introduz alguns temas caros à ANT: a associação de humanos e não-humanos, os ciborgues, a ação de não-humanos, o poder; as controvérsias e as caixas-pretas; a cartografia de controvérsias.
O texto aprofunda e discute a aplicabilidade da cartografia de controvérsias nas organizações, adaptando-a ao ambiente empresaria, descrevendo como pode ser utilizada em projetos de mudança. A obra também discute como a tecnologia digital e as redes sociais podem aprimorar a gestão empresarial, a partir dos conceitos desafiadores apresentados.
O autor não procura apresentar uma panaceia organizacional, mas como encarar a realidade numa perspectiva que abrace a complexidade, sem enfoques simplistas (reducionistas) ou simplórios (ingênuos).
A partir das discussões propõe uma metáfora, mais adequada, para compreender a mudança nas organizações.