O Ensino de Ciências e os Jogos de Linguagem

Ref: 978-85-473-2691-3

O filósofo austríaco Ludwig Wittgenstein (1889-1951), em sua obra Investigações filosóficas, desenvolveu a ideia de jogos de linguagem, segundo a qual a linguagem não pode ser compreendida de modo distinto dos nossos atos e da vida concreta no mundo. Tomando essa ideia como ponto de partida, a autora propõe uma reflexão sobre a ciência nessa perspectiva wittgensteiniana: pode a ciência ser pensada como um jogo de linguagem? Respondendo afirmativamente a essa questão, a autora apresenta uma proposta para o ensino e a prática das Ciências Naturais entre pré-adolescentes e adolescentes. Nessa proposta, o ensino de Ciências pode ser encarado como o ato de tornar familiar aos jovens mais um jogo de linguagem dentre os diversos com os quais todos os seres humanos se familiarizam ao longo da vida. Se a linguagem não pode ser completamente distinta do mundo, a introdução do aluno no jogo de linguagem da ciência expande seu próprio universo e alarga não somente seus horizontes, mas sua liberdade, pois lhe capacita a compreender e a participar, como cidadão, do debate público sobre questões ligadas ao desenvolvimento científico e tecnológico na sociedade contemporânea. E para alcançar esse objetivo de introduzir crianças e adolescentes no jogo de linguagem da ciência, a autora desenvolveu métodos didático-pedagógicos que fazem uso das mesmas tecnologias que estão presentes no cotidiano dos alunos, buscando desenvolver neles não somente a compreensão da ciência, que é indispensável para o exercício pleno da cidadania nas democracias contemporâneas, mas também as habilidades da escrita e da oralidade, indispensáveis para a comunicação daquilo que passaram a compreender.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 49,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 22,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-2691-3


ISBN Digital: 978-85-473-2692-0


Edição:


Ano da edição: 2019


Data de publicação: 03/06/2019


Número de páginas: 172


Encadernação: Brochura


Peso: 100 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Sophia Sartini Fernandes de Oliveira.

O filósofo austríaco Ludwig Wittgenstein (1889-1951), em sua obra Investigações filosóficas, desenvolveu a ideia de jogos de linguagem, segundo a qual a linguagem não pode ser compreendida de modo distinto dos nossos atos e da vida concreta no mundo. Tomando essa ideia como ponto de partida, a autora propõe uma reflexão sobre a ciência nessa perspectiva wittgensteiniana: pode a ciência ser pensada como um jogo de linguagem? Respondendo afirmativamente a essa questão, a autora apresenta uma proposta para o ensino e a prática das Ciências Naturais entre pré-adolescentes e adolescentes. Nessa proposta, o ensino de Ciências pode ser encarado como o ato de tornar familiar aos jovens mais um jogo de linguagem dentre os diversos com os quais todos os seres humanos se familiarizam ao longo da vida. Se a linguagem não pode ser completamente distinta do mundo, a introdução do aluno no jogo de linguagem da ciência expande seu próprio universo e alarga não somente seus horizontes, mas sua liberdade, pois lhe capacita a compreender e a participar, como cidadão, do debate público sobre questões ligadas ao desenvolvimento científico e tecnológico na sociedade contemporânea. E para alcançar esse objetivo de introduzir crianças e adolescentes no jogo de linguagem da ciência, a autora desenvolveu métodos didático-pedagógicos que fazem uso das mesmas tecnologias que estão presentes no cotidiano dos alunos, buscando desenvolver neles não somente a compreensão da ciência, que é indispensável para o exercício pleno da cidadania nas democracias contemporâneas, mas também as habilidades da escrita e da oralidade, indispensáveis para a comunicação daquilo que passaram a compreender.