A Construção da Escola Nacional de Circo no Brasil

Ref: 978-85-473-3080-4

O circo é um espetáculo que congrega sob a lona, em um picadeiro circular, diversas manifestações artísticas produzidas pela humanidade ao longo de sua história. Sua organização tem na família elemento central, na itinerância um modo de vida, e na criança, a garantia de sobrevivência. Durante a história das mulheres, homens e crianças circenses no Brasil, os distintos modos de fazer circo eram transmitidos de geração para geração no seio familiar, em processos de continuidade. Em certo contexto, no entanto, começaram a surgir instituições escolares específicas para a formação de artistas, como é o caso da Escola Nacional de Circo (ENC). De caráter estatal e primeira do tipo na América Latina, foi inaugurada no dia 13 de maio de 1982, no Rio de Janeiro. O objetivo desta obra é investigar e analisar os elementos que condicionaram a sua criação, com base nos movimentos da história e na identificação dos múltiplos fatores que confluíram para sua consolidação como importante instituição de formação para a classe artística brasileira. As tramas desta história e das muitas outras que a ela se entrelaçam ajudam a manter viva a memória do circo brasileiro e podem interessar aos artistas, aos educadores, aos historiadores, mas, sobretudo, aos amantes das artes do corpo.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 55,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-3080-4


Edição:


Ano da edição: 2019


Data de publicação: 23/07/2019


Número de páginas: 171


Encadernação: Brochura


Peso: 100 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Gláucia Andreza Kronbauer.

O circo é um espetáculo que congrega sob a lona, em um picadeiro circular, diversas manifestações artísticas produzidas pela humanidade ao longo de sua história. Sua organização tem na família elemento central, na itinerância um modo de vida, e na criança, a garantia de sobrevivência. Durante a história das mulheres, homens e crianças circenses no Brasil, os distintos modos de fazer circo eram transmitidos de geração para geração no seio familiar, em processos de continuidade. Em certo contexto, no entanto, começaram a surgir instituições escolares específicas para a formação de artistas, como é o caso da Escola Nacional de Circo (ENC). De caráter estatal e primeira do tipo na América Latina, foi inaugurada no dia 13 de maio de 1982, no Rio de Janeiro. O objetivo desta obra é investigar e analisar os elementos que condicionaram a sua criação, com base nos movimentos da história e na identificação dos múltiplos fatores que confluíram para sua consolidação como importante instituição de formação para a classe artística brasileira. As tramas desta história e das muitas outras que a ela se entrelaçam ajudam a manter viva a memória do circo brasileiro e podem interessar aos artistas, aos educadores, aos historiadores, mas, sobretudo, aos amantes das artes do corpo.