Serviço Social e Saúde Mental: Elementos Teóricos e Práticos para Reflexão

Ref: 978-85-473-2830-6

A política de saúde brasileira segue resistindo às manobras idealizadas pelo grande capital e operadas pelo Estado de cunho neoliberal. Mesmo com a ofensiva neoliberal ao trabalho, houve a consolidação do mercado de trabalho do assistente social, na área da saúde mental, decorrente da necessidade desse profissional nos serviços substitutivos. A obra “Serviço social e saúde mental: elementos teóricos e práticos para reflexão” revela o compromisso do assistente social com os usuários dos serviços, garantindo respostas às demandas trazidas pelos usuários e identificadas pelo profissional. 


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 52,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-2830-6


Edição:


Ano da edição: 2019


Data de publicação: 17/10/2019


Número de páginas: 141


Encadernação: Brochura


Peso: 100 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Carolina Flexa da Silva.

A política de saúde brasileira segue resistindo às manobras idealizadas pelo grande capital e operadas pelo Estado de cunho neoliberal. Mesmo com a ofensiva neoliberal ao trabalho, houve a consolidação do mercado de trabalho do assistente social, na área da saúde mental, decorrente da necessidade desse profissional nos serviços substitutivos. A obra “Serviço social e saúde mental: elementos teóricos e práticos para reflexão” revela o compromisso do assistente social com os usuários dos serviços, garantindo respostas às demandas trazidas pelos usuários e identificadas pelo profissional. Demonstra a articulação da rede de serviços como pontual no cotidiano profissional dos assistentes sociais, pois essa ação é responsável pela resolutividade de diversas demandas, para além do tratamento em saúde mental, influenciando diretamente na melhora da qualidade de vida dos usuários. Entende-se que o trabalho do assistente social no campo da saúde mental é uma prática que envolve diversas atividades e saberes com outros profissionais. Ainda assim, os membros da equipe de saúde dos Caps reconhecem as particularidades do trabalho do assistente social e as ações que contribuem para o tratamento em saúde mental dos usuários realizadas especificamente por esse profissional. Na concepção dos usuários dos Caps, o tratamento em saúde mental tem sido garantido, mas eles denunciam as dificuldades vivenciadas na Política de Saúde Mental e demais políticas públicas envolvidas nesse processo.