Game of Thrones e as Relações de Poder : A Presença do Realismo Ofensivo na Dinâmica de Westeros

Ref: 978-85-473-4172-5

Game of Thrones e as Relações de Poder tem como objetivo analisar as premissas teóricas do Realismo Ofensivo de John Mearsheimer, atreladas ao estudo das variáveis do poder – hard power, soft power e smart power – e sua inserção na dinâmica internacional.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 60,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-4172-5


Edição:


Ano da edição: 2019


Data de publicação: 27/01/2020


Número de páginas: 129


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Jessica Fernanda Martins.

Game of Thrones e as Relações de Poder tem como objetivo analisar as premissas teóricas do Realismo Ofensivo de John Mearsheimer, atreladas ao estudo das variáveis do poder – hard power, soft power e smart power – e sua inserção na dinâmica internacional.

A teoria realista ofensiva procura explicar os motivos pelos quais os Estados se comportam de forma hostil no cenário mundial, além de apresentar justificativas para que meios agressivos sejam empregados nas ações desses atores. Nessa configuração, os países procuram cada vez mais a maximização de seu poder em diversas esferas, visando ao alcance da hegemonia. E esse contexto pode ser visualizado não só em acontecimentos da sociedade internacional atual, mas também em universos fictícios, como é o caso de Game of Thrones.

Na série televisiva – mundialmente conhecida –, o poder, a desconfiança, a busca pela hegemonia e guerras se fazem presentes nas relações entre os atores inseridos no continente imaginário denominado Westeros. E toda a trama torna o estudo desse tema mais prático, associando os conceitos teóricos ao que vemos sendo colocado em prática na série.

No estudo, primeiramente, pretende-se traçar as características do Realismo Ofensivo, assim como teóricos que explicam o conceito de poder ao longo dos anos – Maquiavel, Hobbes, Wight e Nye. Na sequência, a teoria será relacionada a alguns eventos ocorridos durante as temporadas de Game of Thrones, como forma de ilustrar os pensamentos desses estudiosos. E além dos acontecimentos apresentados na série, as ações particulares de determinados personagens serão analisadas perante as três vertentes do poder supracitadas.

A analogia construída nesta obra permite que, não apenas estudantes de Relações Internacionais as compreendam, mas todo e qualquer leitor seja capaz de vislumbrar tanto o conceito político inserido na série, como a aplicabilidade e veracidade de premissas teóricas das RI.

Pode-se dizer que é uma oportunidade de assimilar temas cheios de nuances por meios mais agradáveis e facilitados, aumentando o interesse pela compreensão da importância de temas globais para o nosso cotidiano.