Arteterapia e Parkinsonismo: Um Estudo de Caso na Associação Parkinson Paraná

Ref: 978-85-473-4275-3

A arteterapia torna o paciente com doença de Parkinson um participante ativo da própria reabilitação e possibilita que a pessoa encontre a sensibilidade nas cores da vida, uma postura mais positiva no dia a dia, desenvolvendo a resiliência, o crescimento interior, o autocuidado e, consequentemente, a melhora da autoestima e do equilíbrio emocional.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 64,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 22,00

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-85-473-4275-3


ISBN Digital: 978-85-473-4276-0


Edição:


Ano da edição: 2020


Data de publicação: 24/01/2020


Número de páginas: 109


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Gilmar Alfredo Ribas.

A arteterapia torna o paciente com doença de Parkinson um participante ativo da própria reabilitação e possibilita que a pessoa encontre a sensibilidade nas cores da vida, uma postura mais positiva no dia a dia, desenvolvendo a resiliência, o crescimento interior, o autocuidado e, consequentemente, a melhora da autoestima e do equilíbrio emocional.
Tendo isso em vista, o psicólogo e arteterapeuta Gilmar Alfredo Ribas divulga em Arteterapia e Parkinsonismo as atividades de arteterapia realizadas na Associação Parkinson Paraná. A obra é destinada ao público que busca informações sobre a doença de Parkinson e sobre os benefícios da Associação Parkinson Paraná, que fornece diversas terapias e tratamentos que possibilitam ao parkinsoniano enfrentar a doença com melhor qualidade de vida.
O leitor encontra nestas páginas um descritivo sobre a criatividade e o uso da arte como componentes de cura na psiquiatria, na psicologia e na arteterapia, com exemplos práticos no âmbito nacional e estrangeiro, incluindo o estudo de caso de Nise da Silveira. São ainda apresentadas as teorias sobre atividades expressivas utilizadas em psicologia, psiquiatria e arteterapia, que incluem desenhos, mandalas, mitos, escrita criativa, modelagem e outras. As teorias sobre arteterapia e significado dos símbolos na arteterapia, com base na psicologia analítica, também fundamentam este livro.
Trabalhar com essas atividades artísticas proporciona prazer porque concilia arte e criatividade e porque, no momento da criação, há um envolvimento tão intenso com o fazer artístico que cessam os tremores de alguns pacientes, que relatam que se sentem fortalecidos interiormente. Esse caminho individual de evolução é chamado por Jung de individuação: o paciente se torna aquilo que de fato é, um “indivíduo psicológico”, um “todo”, único e não dividido, num processo espontâneo de formação da personalidade.