Abordagem Histórico-Cultural: Um Olhar para a Formação de Professores e a Educação Especial

Ref: 978-85-473-3030-9

O livro Abordagem histórico-cultural: um olhar para a formação de professores e a educação especial lança um olhar frente à formação de professores em seu contexto histórico, social e cultural. Para tanto o livro inicia-se com a discussão do referencial teórico escolhido a abordagem histórico-cultural, perpassando pela constituição do homem e da deficiência, já que apresentamos a formação de professores na perspectiva da educação especial, sendo ele então um sujeito de potencialidades que devem ser levadas em consideração no processo de ensino e aprendizagem.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 46,00 R$ 27,60 40% off
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 46,00 R$ 20,00 57% off
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-3030-9


ISBN Digital: 978-85-473-3995-1


Edição:


Ano da edição: 2019


Data de publicação: 08/02/2020


Número de páginas: 159


Encadernação: Brochura


Peso: 100 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Fernanda Welter Adams.

O livro Abordagem histórico-cultural: um olhar para a formação de professores e a educação especial lança um olhar frente à formação de professores em seu contexto histórico, social e cultural. Para tanto o livro inicia-se com a discussão do referencial teórico escolhido a abordagem histórico-cultural, perpassando pela constituição do homem e da deficiência, já que apresentamos a formação de professores na perspectiva da educação especial, sendo ele então um sujeito de potencialidades que devem ser levadas em consideração no processo de ensino e aprendizagem. Entra, dessa forma, a discussão da formação de professores voltada a atender os alunos público-alvo da educação especial, dando ênfase na visão do professor pelo referencial já citado e na mediação para garantia do desenvolvimento do sujeito. São apresentados os caminhos históricos e políticos da formação de professores na perspectiva da educação especial e, mais especificamente, a formação de professores de ciências da natureza, perpassando pelas primeiras iniciativas de formação docente, pelas políticas de educação especial até chegar à formação dos professores e às perspectivas do ensino de ciências da natureza para o aluno público-alvo da educação especial. Enfim, este livro defende o professor como um sujeito que transmite o conhecimento culturalmente desenvolvido pelo homem, e por isso deve ser valorizado com urgência, tanto em relação salarial quanto em relação às suas necessidades formativas na direção de propiciar a constituição de sujeitos ativos na sociedade. Portanto, por meio das discussões apresentadas neste livro, a autora defende que a abordagem histórico-cultural pode contribuir nessa perspectiva de valorização do professor, bem como na garantia do desenvolvimento cognitivo, social e cultural dos alunos público-alvo da educação especial.