O Campo da Educação Superior de Enfermagem no Estado do Rio de Janeiro: 1996-2006

Ref: 978-85-473-4344-6

Nos meados de 1990, em meio ao contexto mundial da globalização e do neoliberalismo, o Brasil sofreu seus reflexos. Para alinhar o país ao mundo globalizado e adaptá-lo às demandas do cenário contemporâneo, o governo empreendeu reformas nas políticas sociais em conformidade com os princípios neoliberais.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 64,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 22,00

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-85-473-4344-6


ISBN Digital: 978-85-473-4345-3


Edição:


Ano da edição: 2020


Data de publicação: 29/02/2020


Número de páginas: 201


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Maria Lelita Xavier.

2. Suely de Souza Baptista.

3. Tassiana Jocelita Xavier de Miranda.

Nos meados de 1990, em meio ao contexto mundial da globalização e do neoliberalismo, o Brasil sofreu seus reflexos. Para alinhar o país ao mundo globalizado e adaptá-lo às demandas do cenário contemporâneo, o governo empreendeu reformas nas políticas sociais em conformidade com os princípios neoliberais. Destacam-se as reformas educacionais, tendo por base um escopo legal, que determinaram mudanças envolvendo os vários níveis e modalidades de ensino em conformidade com as diretrizes político-expansionista, político-organizacional e político-avaliativa, as quais implicavam mudanças estruturais e funcionais. Tais mudanças repercutiram no campo da educação superior de Enfermagem mudando a sua configuração. Portanto, adequar-se à nova orientação do campo da educação superior tornou-se questão-chave para a enfermagem, em que, entre outros aspectos, evidenciavam-se a expansão de cursos de Enfermagem vinculados ao setor privado e a elaboração de diretrizes curriculares. Iniciou-se, assim, um processo de mobilização da categoria liderado pela Associação Brasileira de Enfermagem como porta-voz autorizada para a interlocução entre a enfermagem e o Estado nesse processo de transição. Foi preciso aglutinar os agentes da enfermagem tanto da área da saúde quanto da educação, do setor público e do setor privado. Conduzir esse processo foi necessário para enfrentar o jogo de forças em diversos campos, incluindo o político e econômico, e entrar na luta empreendendo estratégias e fazendo alianças em prol da defesa pela educação em enfermagem, para assegurar a reatualização do habitus profissional. Era preciso garantir o prestígio e a valorização da profissão no âmbito nacional e em especial as questões pertinentes à formação do enfermeiro. Acreditamos que este livro seja de grande utilidade para docentes, estudantes, profissionais e outros interessados na história da enfermagem e na história da educação. Seu objetivo é proporcionar subsídios à pesquisa na construção de novos conhecimentos acerca do campo da educação superior de Enfermagem e contribuir para a preservação da memória da Associação Brasileira de Enfermagem, das enfermeiras e enfermeiros que participaram desse momento histórico e de suas lutas.