Escritos sobre Misoginia no Brasil: O Horror ao Feminino Ontem e Hoje

Ref: 978-65-5523-035-2

Os capítulos do livro Escritos sobre misoginia no Brasil: o horror ao feminino ontem e hoje são importantes porque vão além de fatos e narrativas históricas, sobretudo porque por meio do passado ajudam a explicar o Brasil atual: classificar os estudos de gênero como o “mal” é tratar as mulheres e as históricas conquistas femininas como o “mal”.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 42,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-65-5523-035-2


Edição:


Ano da edição: 2020


Data de publicação: 02/06/2020


Número de páginas: 101


Encadernação: Brochura


Peso: 100 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. André Pizetta Altoé.

2. Marinete dos Santos Silva.

Os capítulos do livro Escritos sobre misoginia no Brasil: o horror ao feminino ontem e hoje são importantes porque vão além de fatos e narrativas históricas, sobretudo porque por meio do passado ajudam a explicar o Brasil atual: classificar os estudos de gênero como o “mal” é tratar as mulheres e as históricas conquistas femininas como o “mal”. Ao falar nesta obra sobre a misoginia, os autores estão tratando de relações de gênero em duas frentes. Primeiramente discutindo as resistências à mulher dentro do catolicismo conservador, neste livro representado pela Sociedade Brasileira de Tradição, Família e Propriedade (TFP). Além disso, demonstram como Belém do Pará viveu um período conturbado entre 1870 e 1914, quando o luxo e a riqueza de alguns se misturavam à miséria, à prostituição e à violência experimentadas por uma larga parcela da população. A modernização da cidade, vista como progresso, caminhou lado a lado com a misoginia e a vitimização de mulheres e crianças, alvos privilegiados dessa onda de violência que marcou a chamada “belle époque” tropical.