Projetos e Heranças da Escola Moderna nos Manuais Pedagógicos (1870-1970)

Ref: 978-85-473-4395-8

Os manuais pedagógicos escritos para os cursos de formação de professores, as antigas Escolas Normais, a Habilitação Específica para o Magistério e os cursos de Pedagogia constituem um material, que é, como diz Vivian, "produto e produtor da escolarização". Trata-se, ainda nos termos da nossa autora, de “homogeneizar para ensinar”, de “subordinar para ensinar”. São livros que querem efetivamente “ensinar a ensinar”. São “aplicações concretas e imediatas na sala de aula”.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 46,00 R$ 32,20 30% off
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 46,00 R$ 20,00 57% off

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-85-473-4395-8


ISBN Digital: 978-85-473-4396-5


Edição:


Ano da edição: 2020


Data de publicação: 18/06/2020


Número de páginas: 173


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Vivian Batista da Silva.

Os manuais pedagógicos escritos para os cursos de formação de professores, as antigas Escolas Normais, a Habilitação Específica para o Magistério e os cursos de Pedagogia constituem um material, que é, como diz Vivian, "produto e produtor da escolarização". Trata-se, ainda nos termos da nossa autora, de “homogeneizar para ensinar”, de “subordinar para ensinar”. São livros que querem efetivamente “ensinar a ensinar”. São “aplicações concretas e imediatas na sala de aula”. Mas os livros de formação de professores são mais do que isso: compõem uma linguagem, uma estratégia de classificação e de ordenamento das coisas ditas. Assim, Vivian demonstra a existência de categorias que expressam o tema da avaliação nos manuais pedagógicos: “disciplinar; verificar os resultados; ordenar as classes e a escola; medir; diagnosticar; prognosticar; organizar o fluxo escolar; técnicas de avaliação”. Afinal, a escola lida simbolicamente com a punição e com a recompensa. Sua trajetória não é linear e não é a mesma para todos os seus alunos. Os professores devem, portanto, aprender a discriminar, a diferenciar, a estabelecer correlações. Não é fácil. Por isso, o livro ensina. Por tudo isso, pode-se dizer que o livro é resultado, mas também um produtor da forma com que a escola se apresenta à sociedade. O manual pedagógico forma, informa e conforma as situações escolares de tal maneira que os futuros professores possam ser modelados para inscreverem suas ações na lógica e na dinâmica de uma “gramática da escolarização”, que se apresenta como um corpo único de saberes, de valores e de fazeres. Os professores em formação apreendem a “forma escolar de socialização” também por seus manuais. E, com isso, construirão eles próprios suas específicas “culturas escolares”. O livro de Vivian versa sobre tudo isso. São muitos os livros abordados. São múltiplas as abordagens e as funções ocupadas por esses compêndios. E Vivian passeia pela documentação, com desenvoltura e estilo.