O Sonho Americano no Fim dos Tempos: Literatura e Crise Utópica na Década de 1990

Ref: 978-85-473-4620-1

O livro O Sonho Americano no fim dos tempos: literatura e crise utópica da década de 1990, da professora e pesquisadora de literatura norte-americana Marina Penteado, lança um novo olhar sobre o ideal de Sonho Americano e analisa como ele é percebido na década de 1990, por meio de algumas narrativas estadunidenses que problematizam tal temática.


Calcule o frete

Opções de entrega:


Versão digital
R$ 9,00

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-85-473-4620-1


ISBN Digital: 978-85-473-4620-1


Edição:


Ano da edição: 2020


Data de publicação: 15/06/2020


Número de páginas: 254


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 2 cm


Comprimento: 2 cm


Altura: 2 cm


1. Marina Pereira Penteado.

O livro O Sonho Americano no fim dos tempos: literatura e crise utópica da década de 1990, da professora e pesquisadora de literatura norte-americana Marina Penteado, lança um novo olhar sobre o ideal de Sonho Americano e analisa como ele é percebido na década de 1990, por meio de algumas narrativas estadunidenses que problematizam tal temática. Para tanto, a obra faz um estudo comparativo de três romances, sendo eles: Pastoral americana (American Pastoral, 1997), de Philip Roth, Submundo (Underworld, 1997), de Don DeLillo, e Clube da luta (Fight Club, 1996), de Chuck Palahniuk. A autora desenvolve em seu livro uma análise com base em teorias que discutem o Sonho Americano e a literatura produzida nos Estados Unidos, bem como textos que analisam o período escolhido para estudo, com o propósito de levar em consideração as mudanças que ocorreram na última década do século XX e de que forma elas contribuíram para a crítica ao Sonho Americano. Com uma linguagem acessível e dinâmica, o livro se divide em três partes, sendo cada uma delas centrada em um aspecto da temática escolhida, neste caso: família nuclear, progresso e excepcionalismo americano. Assim, O Sonho Americano no fim dos tempos: literatura e crise utópica da década de 1990 está centrado na defesa da ideia de que o Sonho Americano é percebido em consonância com as teorias que abordam a aura de exaustão do final do milênio, apontando para uma crise da utopia e tornando essa produção peculiar e de suma importância para uma compreensão mais ampla da tradição literária norte-americana que trata desse assunto, bem como para compreender a crise utópica presenciada hoje em dia, em 2019, em boa parte do mundo Ocidental com a retomada dos discursos conservadores e nacionalistas.