Narrativas Autobiográficas: Memórias de Estudantes do Curso de Licenciatura em Matemática da Urca em Campos Sales

Ref: 978-65-5523-223-3

Somos quem podemos serSonhos que podemos ter.(Humberto Gessinger)


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 46,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-65-5523-223-3


Edição:


Ano da edição: 2020


Data de publicação: 26/06/2020


Número de páginas: 199


Encadernação: Brochura


Peso: 100 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Francisco Ronald Feitosa Moraes .

2. Adílio Junior de Souza .

Somos quem podemos ser
Sonhos que podemos ter.
(Humberto Gessinger)
Os relatos que compõem Narrativas Autobiográficas: memórias de alunos do curso de Licenciatura em Matemática da Urca em Campos Sales contemplam vários aspectos da vida pessoal e profissional, os quais divido em quatro categorias: histórico familiar, educação básica, educação superior e atuação docente. Eles apresentam múltiplos desafios, dentre outros silenciados, que os escritores precisaram enfrentar para alcançarem o almejado título de licenciado em Matemática.
No histórico familiar, muitos pais que tiveram poucas oportunidades de frequentar a escola, mas que sempre valorizaram o estudo e apoiaram seus filhos para terem uma vida melhor mediante o aprendizado. Aconteceram várias mudanças de domicílio por motivações financeiras, algumas com o resultado desejado, outras não.
Na educação básica, os diversos tipos de deslocamentos (à pé, de bicicleta, de pau de arara, de ônibus) para chegar à escola; a sala multisseriada e as suas exíguas condições de funcionamento, sejam materiais, sejam curriculares; a necessidade de se mudar para continuar os estudos, por falta de escola no local de moradia; o gosto de aprender Matemática; as amizades constituídas; os professores marcantes de Matemática; a participação em atividades e competições que valorizaram a dedicação e o compromisso estudantil.
Na educação superior, o júbilo de ingressar na universidade; os aprendizados em várias disciplinas; a colaboração entre os estudantes para avançarem no curso; os desafios para conciliar estudo e trabalho; as desistências de colegas; os afetos na relação professor-conhecimento-estudante; as reprovações em disciplinas; a escrita e a apresentação de trabalhos em eventos científicos; a expectativa de concluir a graduação em Matemática.
Na atuação docente, a incerteza quanto às suas capacidades; os primeiros passos do exercício profissional; a alegria de realizar o sonho de ensinar.
É com muita satisfação que o(a) convido a passear nos relatos dos escritores-professores de Matemática, acreditando que os sonhos e realizações deles irão inspirar você a ser mai