Gestão: Competências e Habilidades para o Século XXI

Ref: 978-85-473-4421-4

A complexidade do mundo atual imposta pela globalização e as recorrentes demandas de inovações instigam discussões sobre a construção de competências e habilidades organizacionais para gestores do século XXI. A construção de conhecimento passa a ser tão importante quanto a capacidade de resolução rápida e sistêmica de problemas em uma realidade social mutante, complexa e incerta.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 47,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-4421-4


Edição:


Ano da edição: 2020


Data de publicação: 29/06/2020


Número de páginas: 113


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. José Valmir Calori .

2. Marina Patrício de Arruda.

A complexidade do mundo atual imposta pela globalização e as recorrentes demandas de inovações instigam discussões sobre a construção de competências e habilidades organizacionais para gestores do século XXI. A construção de conhecimento passa a ser tão importante quanto a capacidade de resolução rápida e sistêmica de problemas em uma realidade social mutante, complexa e incerta. Gestão: competências e habilidades para o século XXI apresenta o resultado de uma pesquisa cujo objetivo foi conhecer a percepção de profissionais sobre a construção de competências e habilidades que desafiam gestores à busca de um conhecimento pertinente à geração de resultados para a sustentabilidade. A roda de conversa foi utilizada como instrumento metodológico por promover um espaço de conversação entre gestores acerca do cotidiano e sua relação com o mundo do trabalho. Esse exercício permitiu a reflexão sobre competências como saberes e habilidades que mesmo distintas se complementam, desafiando gestores e organizações: saber interdisciplinar, saber mediar, saber cooperar, saber traduzir, saber conhecer, saber responsabilizar-se, saber refletir, saber do autoconhecimento e o saber dialógico. Concluímos provisoriamente que o pensamento sistêmico apresenta-se como campo propício à reflexão sobre a construção de competências e habilidades de um gestor, que é também educador.