Narrativas Afrobixas

Ref: 978-65-5523-821-1

O livro Narrativas afrobixas apresenta um olhar fenomenológico sobre narrativas (auto)biográficas de integrantes do Coletivo Afrobixas, situado em Brasília/DF, com o intuito de desvelar os sentidos e as implicações formativas que emergem de suas histórias de vida como indivíduos constituídos na intersecção identitária entre negritude e homossexualidade.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 55,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 19,00

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-65-5523-821-1


ISBN Digital: 978-65-5523-815-0


Edição:


Ano da edição: 2020


Data de publicação: 22/09/2020


Número de páginas: 185


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Pedro Ivo .

O livro Narrativas afrobixas apresenta um olhar fenomenológico sobre narrativas (auto)biográficas de integrantes do Coletivo Afrobixas, situado em Brasília/DF, com o intuito de desvelar os sentidos e as implicações formativas que emergem de suas histórias de vida como indivíduos constituídos na intersecção identitária entre negritude e homossexualidade. Interpretações possíveis das narrativas dos participantes evidenciam que suas vivências formativas, formais ou informais, têm sido pautadas por fatores que estão para além de categorias identitárias isoladas, correlacionando-se em aspectos multidimensionais e interseccionais de raça, gênero, classe e orientação sexual, atravessados por opressões sociais como o racismo e a homofobia. Além disso, emerge de suas narrativas que as experiências vivenciadas no Coletivo Afrobixas contribuíram para a (res)significação de suas identidades, seja por meio da reflexão crítica sobre a normalização de modelos e valores socialmente hegemônicos, seja pelo encorajamento proporcionado pela sua conscientização e empoderamento pessoal e coletivo na redefinição da importância do seu lugar e da sua contribuição à sociedade.