Trabalho Digno, Castanhas e Novas Tecnologias em Itabaiana, Sergipe

Ref: 978-65-5820-434-3

Esta pesquisa analisou in loco como se opera o manejo da castanha de caju junto às comunidades familiares que trabalham com a cajucultura nos povoados de Carrilho, Dendezeiro e Tabocas, no município de Itabaiana, estado de Sergipe.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 55,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-65-5820-434-3


Edição:


Ano da edição: 2020


Data de publicação: 28/10/2020


Número de páginas: 123


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Alexandro Nascimento Argolo .

2. Fran Espinoza.

Esta pesquisa analisou in loco como se opera o manejo da castanha de caju junto às comunidades familiares que trabalham com a cajucultura nos povoados de Carrilho, Dendezeiro e Tabocas, no município de Itabaiana, estado de Sergipe. O estudo em questão considerou um tema de pesquisa agrícola brasileiro inserido na dinâmica da agricultura familiar e em crescimento na região Nordeste, principalmente na última década: a cajucultura, isto é, o manejo para o beneficiamento da castanha de caju. Esse produto, que passa por diversas fases de produção, tem atraído estudos e matérias jornalísticas sobre o que a castanha de caju está provocando no campo como fator gerador de emprego e de renda. A produção e o beneficiamento da castanha de caju, partindo de uma perspectiva produtivista e de rebatimento na singularidade do uso do trabalho familiar, toma uma nova dimensão no estado de Sergipe. Por isso, merece ser examinada como mais um produto que se valoriza no mercado interno e que se amplia comercialmente ao mercado externo. De forma particular no município sergipano de Itabaiana, a produção da castanha de caju tem apresentado elementos que o diferenciam das demais áreas produtoras desse item no território brasileiro. As principais diferenças reúnem o aspecto da tradição e da dinâmica do trabalho familiar no processo de beneficiamento. Foi por meio dessa perspectiva que a presente pesquisa se desenvolveu. Quanto à abordagem, a pesquisa é qualitativa, de natureza aplicada; quanto aos seus objetivos, trata-se de uma pesquisa exploratória, descritiva e explicativa de fenômenos que vão além do olhar jurídico sobre o objeto. Adotou-se procedimento de revisão bibliográfica, documental e realização de pesquisa de campo num locus específico com um olhar etnográfico. Assim, evidenciou-se o principal objetivo desta pesquisa, que é abordar a urgência de se (re)pensar o trabalho rural sob a ótica das novas tecnologias e sob o viés do trabalho digno na contemporaneidade.