Democracia Animal: Os Direitos Animais – Do Conflito à Reinvindicação

Ref: 978-65-5820-378-0

O livro Democracia animal: os direitos animais – do conflito à reivindicação lança um olhar sobre o movimento animal, como movimento social emergente, que vem questionando paradigmas antropocêntricos da sociedade e postulando o reconhecimento de animais como seres que importam moralmente.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 58,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 20,00

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-65-5820-378-0


ISBN Digital: 978-65-5820-379-7


Edição:


Ano da edição: 2020


Data de publicação: 16/11/2020


Número de páginas: 239


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Maria Cândida Simon Azevedo .

O livro Democracia animal: os direitos animais – do conflito à reivindicação lança um olhar sobre o movimento animal, como movimento social emergente, que vem questionando paradigmas antropocêntricos da sociedade e postulando o reconhecimento de animais como seres que importam moralmente. A obra propõe-se a desvelar os contornos desse movimento e a entender as consequências que são ou podem ser estendidas ao Direito, tentando compreender como este vem se organizando e quais reivindicações já estão ocorrendo no mundo jurídico. Parte de um ponto de vista da Teoria Crítica do Direito para pensar a sociedade de acordo com um comportamento crítico, que não leva em consideração apenas o ponto de vista do que está sendo reivindicado, mas também a sociedade como um emaranhado de reivindicações que, por vezes, andam lado a lado, mas em outras entram em conflito entre si. Partindo dessa ideia, a obra aborda os dois momentos fundamentais do movimento, a fundamentação ética-política e a postulação jurídica. O que a obra busca, além de compreender o direito animal, é intrigar o leitor e chamar a atenção para o fato de que a sociedade atual é extremamente complexa e, por isso, reivindicar em seu âmbito requer luta e, simultaneamente, exige o equilíbrio que o Direito pode proporcionar. Ao final, será possível entender a necessidade de refletir o direito animal, a partir da análise dos desenhos institucionais organizados pelo próprio movimento, e de se pensar em projetos de juridificação para cada grupo da sociedade, levando em conta a sua realidade e a relação com o Direito.