“Em Uma Galáxia Não Tão Distante...” Química, Ludicidade e Quadrinhos

Ref: 978-65-5820-612-5

O uso de histórias em quadrinhos (HQs) tem se mostrado um recurso interessante para o ensino de conceitos químicos. Tal perspectiva parte da associação das HQs à inserção das atividades lúdicas em sala de aula. As histórias em quadrinhos, em seus diferentes gêneros, oferecem possibilidades diversas de aplicações no universo escolar, em todos os seus níveis.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 49,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 22,00

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-65-5820-612-5


ISBN Digital: 978-65-5820-741-2


Edição:


Ano da edição: 2020


Data de publicação: 23/11/2020


Número de páginas: 133


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Thaiza Montine Gomes dos Santos Cruz.

O uso de histórias em quadrinhos (HQs) tem se mostrado um recurso interessante para o ensino de conceitos químicos. Tal perspectiva parte da associação das HQs à inserção das atividades lúdicas em sala de aula. As histórias em quadrinhos, em seus diferentes gêneros, oferecem possibilidades diversas de aplicações no universo escolar, em todos os seus níveis.
O desafio é saber olhar os quadrinhos como um recurso pedagógico.
Sob tal enfoque, foi proposta a dez turmas de terceiro ano do ensino médio a análise de histórias em quadrinhos comerciais e a elaboração de uma HQ inédita, tendo como tema central o conteúdo de radioatividade. Esta pesquisa configura-se como um estudo de caso. A coleta de dados se estruturou como uma análise documental que teve como textos básicos para a análise as HQ no formato de gibis produzidos pelos alunos, a análise do conteúdo da transcrição das filmagens da sala de aula e dos encontros no clube, e os comentários postados em uma página de um grupo criado em uma rede social para que os alunos fizessem comentários referentes às atividades desenvolvidas.
Os resultados foram analisados sob a ótica de uma categoria: “Relações entre o subtema e as HQs produzidas”. Essa categoria se divide em 4 subcategorias, a saber: “Relações efetivas entre o subtema proposto e a história elaborada”; “Relações medianas entre o subtema proposto e a história elaborada”; “Baixa relação entre o subtema proposto e a história elaborada”; e “Nenhuma relação direta entre o subtema proposto e a história elaborada”. Infere-se, a partir dos resultados, que ao criar as próprias HQs trabalhando a associação entre imagens, palavras e ideias, o aluno se apropria do conhecimento científico de forma dialógica e se sente motivado considerando-se o divertimento e o aspecto lúdico envolvido na atividade.