Na EJA Tem J: Juventudes na Educação de Jovens e Adultos

Ref: 978-65-5820-981-2

Na EJA tem J e, quando decidi publicar esta obra, quis que fosse uma leitura prazerosa, que fosse um bom livro. E o que é um bom livro senão aquele que provoca inquietação, que vai além da sua leitura? Começa na leitura e se instala em nossa consciência, fazendo-nos, vez ou outra, “ruminar” as palavras lidas, recuperando e ampliando o sentido de cada uma delas, de cada ideia tecida a partir das nossas experiências, vivências e construções individuais e co-letivas.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 55,00 R$ 38,50 30% off
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 55,00 R$ 24,00 57% off

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-65-5820-981-2


ISBN Digital: 978-65-5820-994-2


Edição: 1


Ano da edição: 2021


Data de publicação: 15/12/2020


Número de páginas: 261


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 23 cm


Comprimento: 16 cm


Altura: 2 cm


1. Analise de Jesus da Silva.

Na EJA tem J e, quando decidi publicar esta obra, quis que fosse uma leitura prazerosa, que fosse um bom livro. E o que é um bom livro senão aquele que provoca inquietação, que vai além da sua leitura? Começa na leitura e se instala em nossa consciência, fazendo-nos, vez ou outra, “ruminar” as palavras lidas, recuperando e ampliando o sentido de cada uma delas, de cada ideia tecida a partir das nossas experiências, vivências e construções individuais e co-letivas.

O bom livro é mais do que monólogos do autor, que fala, e do leitor, que escuta. Ele promove o diálogo entre esses sujeitos. Diálogo que se estabelece nas concordâncias, discordâncias, nas revelações, nas surpresas, no inédito, no já sabido.

A leitura deste livro irá proporcionar um diálogo que Paulo Freire (1987) define como “encontro entre consciências”. Um diálogo aberto à dúvida, à curiosidade, à contestação, à cumplicidade e que levará você a viver emoções difusas: alegria, tristeza, raiva, indignação, sororidade, fraternidade, alteridade, empatia. Reconhecimento.

Você encontrará nele a prática emancipadora da denúncia e do anúncio, esta última, categoria imprescindível quando se busca analisar e compreender a realidade. Com depoimentos fortes e impactantes, este livro denuncia as violações de direitos sociais e educacionais a que são submetidos os sujeitos da ação educativa, em especial, jovens negros e negras presentes na EJA.

Essa denúncia, porém, não é pautada somente nos dados estatísticos representados por números. É a denúncia da vida, do cotidiano desses “números/gentes”. São as palavras, carregadas de realidade, que fazem essa denúncia. Escrevi este livro com alma militante, paixão educadora e rigor de pesquisadora, com o objetivo de encontrar possíveis parcerias na construção de um olhar positivado para, com e das juventudes que são sujeitos de direito da EJA.