O Serviço Social e a Educação Popular Freiriana: A Dimensão Político-Pedagógica Emancipatória do Exercício Profissional

Ref: 978-65-5820-700-9

Em um contexto de crise do capital, que se espraia pelo viés econômico, político, social, cultural e ambiental, e é agravado pelas variáveis de raça, gênero e orientação sexual, a presente produção nos instiga a desvelar alternativas concretas de superação da opressão e da subalternidade sob a égide de um novo projeto societário.  


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 47,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-65-5820-700-9


Edição: 1


Ano da edição: 2021


Data de publicação: 00/00/0000


Número de páginas: 137


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 23 cm


Comprimento: 16 cm


Altura: 2 cm


1. Leoncio Santiago.

Em um contexto de crise do capital, que se espraia pelo viés econômico, político, social, cultural e ambiental, e é agravado pelas variáveis de raça, gênero e orientação sexual, a presente produção nos instiga a desvelar alternativas concretas de superação da opressão e da subalternidade sob a égide de um novo projeto societário.

Orientado pelo propósito de se apropriar dos conceitos fundantes da teoria freiriana de educação popular como estratégia do fazer profissional, o texto reverbera a capacidade do agir na perspectiva da emancipação humana.

Ao se debruçar sobre as categorias — práxis; humanização; conscientização; politização; diálogo; conhecimento popular e participação, o autor sinaliza a potencialidade da atuação político-pedagógica em impulsionar a análise crítico-reflexiva de todo sujeito histórico que, ao desvelar a realidade, se empodera para desencadear um movimento de ação transformadora.

Valendo-se dos referenciais teóricos e metodológicos de Paulo Freire e Antônio Gramsci, com muita propriedade vai demonstrando, ao longo das teses abordadas, o total alinhamento entre o Projeto Ético-Político do Serviço Social com a característica interventiva da profissão e a necessária vertente pedagógica da máxima dialética — ação, reflexão, ação revisitada.

Com uma exposição clara e objetiva, direciona o leitor para o domínio do pensamento crítico, ao mesmo tempo em que o correlaciona com os elementos constitutivos do exercício profissional do Assistente Social na ótica emancipatória.

Na busca de ampliar a compreensão e a plenitude dos significados, o conteúdo também desperta interesse na área das ciências humanas e sociais e aos cidadãos comprometidos com a construção democrática da força coletiva da humanidade.

Denise Ratmann Arruda Colin

Assistente Social do Ministério Público do Estado do Paraná,  doutora em Sociologia Política pela Universidade Federal do Paraná e professora do curso de Serviço Social da Pontifícia Universidade Católica do Paraná