A Representação de Árabes e Muçulmanos na Televisão Brasileira

Ref: 978-65-5820-881-5

O livro A REPRESENTAÇÃO DE ÁRABES E MUÇULMANOS NA TELEVISÃO BRASILEIRA é o produto de uma arguta investigação acerca das representações de árabes e muçulmanos veiculados na televisão brasileira, tendo como foco principal a telenovela O Clone, exibida pela Rede Globo entre 2001 e 2002. O principal objetivo da obra foi constatar a importância dessa produção ficcional de natureza melodramática no contexto após os atentados de 11 de setembro de 2001, pois, apesar de alguns exageros e estereótipos orientalistas presentes, a novela funcionou como um instrumento didático para as audiências, oferecendo informações da cultura árabe, da religião islâmica e dos muçulmanos de uma maneira geral, em um momento no qual essa civilização e tradição cultural eram bastante estigmatizadas na mídia informativa. Entretanto a originalidade deste livro não se limita à dimensão didático pedagógica dessa telenovela no contexto do pós-atentado. O texto aborda também a presença de importantes debates e questões que atravessam o panorama da maior parte das nações islâmicas na contemporaneidade: o impacto das ideias ocidentais e da modernização nas sociedades dos países de tradições religiosas islâmicas. Por meio de uma dupla de personagens, o tio Ali e o ancião Abdul, a ficção representou temas variados e polêmicos que fazem parte do cotidiano de milhões de muçulmanos espalhados no chamado “Mundo Muçulmano”. O livro ainda faz uma incursão na literatura, evidenciando a importância das Mil e uma Noites no estabelecimento de uma tradição literária que vai modelar as representações de árabes e de muçulmanos não apenas no universo literário, mas também no cinema e na televisão.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 68,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 30,00

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-65-5820-881-5


ISBN Digital: 978-65-5820-883-9


Edição: 1


Ano da edição: 2021


Data de publicação: 00/00/0000


Número de páginas: 401


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 23 cm


Comprimento: 16 cm


Altura: 2 cm


1. César Henrique de Queiroz Porto.

O livro A REPRESENTAÇÃO DE ÁRABES E MUÇULMANOS NA TELEVISÃO BRASILEIRA é o produto de uma arguta investigação acerca das representações de árabes e muçulmanos veiculados na televisão brasileira, tendo como foco principal a telenovela O Clone, exibida pela Rede Globo entre 2001 e 2002. O principal objetivo da obra foi constatar a importância dessa produção ficcional de natureza melodramática no contexto após os atentados de 11 de setembro de 2001, pois, apesar de alguns exageros e estereótipos orientalistas presentes, a novela funcionou como um instrumento didático para as audiências, oferecendo informações da cultura árabe, da religião islâmica e dos muçulmanos de uma maneira geral, em um momento no qual essa civilização e tradição cultural eram bastante estigmatizadas na mídia informativa. Entretanto a originalidade deste livro não se limita à dimensão didático pedagógica dessa telenovela no contexto do pós-atentado. O texto aborda também a presença de importantes debates e questões que atravessam o panorama da maior parte das nações islâmicas na contemporaneidade: o impacto das ideias ocidentais e da modernização nas sociedades dos países de tradições religiosas islâmicas. Por meio de uma dupla de personagens, o tio Ali e o ancião Abdul, a ficção representou temas variados e polêmicos que fazem parte do cotidiano de milhões de muçulmanos espalhados no chamado “Mundo Muçulmano”. O livro ainda faz uma incursão na literatura, evidenciando a importância das Mil e uma Noites no estabelecimento de uma tradição literária que vai modelar as representações de árabes e de muçulmanos não apenas no universo literário, mas também no cinema e na televisão.