Elementos Fundamentais da Psicanálise - Panorama Evolutivo: De Freud à Psicanálise Moderna

Ref: 978-65-5523-310-0

A psicanálise não possui parâmetros para defini-la, não havendo um compêndio de uso universal de seus elementos essenciais, em razão de fatores diversos, derivados de sua origem e evolução. Inicialmente, Freud construiu a teoria das neuroses no pressuposto de que os sintomas fossem causados por abusos sexuais na infância (teoria da sedução), ideia substituída por falta de respaldo clínico: os resultados eram insatisfatórios.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 46,00 R$ 32,20 30% off
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-65-5523-310-0


Edição:


Ano da edição: 2020


Data de publicação: 01/02/2021


Número de páginas: 139


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Victor Manoel Andrade.

A psicanálise não possui parâmetros para defini-la, não havendo um compêndio de uso universal de seus elementos essenciais, em razão de fatores diversos, derivados de sua origem e evolução. Inicialmente, Freud construiu a teoria das neuroses no pressuposto de que os sintomas fossem causados por abusos sexuais na infância (teoria da sedução), ideia substituída por falta de respaldo clínico: os resultados eram insatisfatórios. Depois de muitos anos, a nova teoria das neuroses mostrou-se tão ineficaz quanto a malograda e abandonada teoria da sedução. Nos casos de narcisismo, cuja presença era cada vez mais frequente, os resultados insuficientes foram considerados fracassos. Verificou-se que os quadros narcísicos não resultavam de conflitos entre a lib ido e o ego, mas de rupturas no próprio ego repressor. Urgia estudá-lo para compreender o narcisismo. Freud vaticinou que o futuro exigia essa "tarefa maior" -- quando encontrasse a "psicologia do ego" que procurava, teria a libido reprimida em baixa conta. Porém, ao encontrá-la, não lhe deu seguimento. Retornou à libido reprimida, à qual dera antes a condição mais ampla de energia do instinto de vida, em vez do limitado papel sexual. A atitude de Freud abriu enorme fenda na psicanálise, que se dividiu na tradicional, ou clássica, qualificada de menor e ultrapassada pelo próprio Freud, e a que ele anunciara ser a do futuro, que evoluiu para a moderna psicanálise. Como Freud criou as duas, a tradicional (pré-narcisismo) e a que evoluiu para a moderna (pós-narcisismo), ambas reivindicam, aparentemente com razão, representar a ortodoxia fr eudiana . Este livro, ao descrever os elementos fundamentais da psicanálise atual, expõe uma metapsicologia neofreudiana unívoca, que vê a psicanálise moderna como evolução da clássica.