A Projeção Internacional do Brasil: Textos Selecionados de Maria Regina Soares de Lima

Ref: 978-65-5523-112-0

Na origem de seu desenvolvimento no Brasil, a área de Relações Internacionais confundiu-se com a subárea de Análise de Política Externa, tendo a Política Externa Brasileira como seu principal objeto de estudo. Os trabalhos de Maria Regina Soares de Lima inserem-se e são parte constitutiva das Relações Internacionais no Brasil. A reflexão sobre o comportamento de corte autonomista do Brasil que caracteriza os primeiros escritos de Maria Regina é um dos pilares da constituição desse campo de estudos no Brasil. E quando falo da sua contribuição para a constituição do campo, refiro-me não somente às suas publicações, mas também ao seu papel na formação de inúmeros analistas que, nos dias de hoje, integram a comunidade de estudiosos e operadores da Política Externa Brasileira, na qual me incluo.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 125,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-65-5523-112-0


Edição:


Ano da edição: 2021


Data de publicação: 04/02/2021


Número de páginas: 485


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 21 cm


Comprimento: 27 cm


Altura: 2 cm


1. Maria Regina Soares de Lima .

2. Carlos R. S. Milani .

3. Monica Hirst.

Na origem de seu desenvolvimento no Brasil, a área de Relações Internacionais confundiu-se com a subárea de Análise de Política Externa, tendo a Política Externa Brasileira como seu principal objeto de estudo. Os trabalhos de Maria Regina Soares de Lima inserem-se e são parte constitutiva das Relações Internacionais no Brasil. A reflexão sobre o comportamento de corte autonomista do Brasil que caracteriza os primeiros escritos de Maria Regina é um dos pilares da constituição desse campo de estudos no Brasil. E quando falo da sua contribuição para a constituição do campo, refiro-me não somente às suas publicações, mas também ao seu papel na formação de inúmeros analistas que, nos dias de hoje, integram a comunidade de estudiosos e operadores da Política Externa Brasileira, na qual me incluo.
E sermos formados pelas aulas e escritos de Maria Regina tem implicações. E elas não são de pouca monta. Seja em que modalidade for de sua produção e de suas atividades acadêmicas (publicações, conferências, entrevistas, docência, orientações), duas características sempre estiveram e continuam a estar presentes no trabalho de Regina e nos seus ensinamentos: a indagação como fio condutor da narrativa; e o compromisso com a qualidade e a relevância acadêmica e política. Em vista dessas marcas que lhe são características, entender e explicar a política externa brasileira, para Maria Regina, é não se furtar a experimentar novas possibilidades analíticas, retirando-lhes aquilo que puder gerar maiores rendimentos, sem se deixar submeter a absolutos canônicos. Mas, da mesma forma, é nunca deixar de lado a dimensão da importância do objeto, a correção do método, a relevância da reflexão, e a responsabilidade pelos resultados da pesquisa e por suas consequências. Nos tempos atuais, em que alguns desses atributos, como relevância e responsabilidade, vêm sendo incessantemente ameaçados, a fim de analisar as oportunidades e as restrições presentes no processo de formulação da política externa brasileira, sua condução e implementação, assim como seu conteúdo substantivo, enfim, para estudar a “politics” e a “policy” da inserção internacional do Brasil, nunca foi tão importante ler os escritos de Maria Regina Soares de Lima.