Línguas de Imigração e Línguas Adicionais em um Contexto Bi/Plurilíngue

Ref: 978-65-250-0004-6

Línguas de Imigração e Línguas Adicionais em um Contexto Bi/Plurilíngue apresenta uma série de novas discussões acerca do bi/plurilinguismo no ambiente familiar e escolar.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 46,00 R$ 32,20 30% off
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 46,00 R$ 20,00 57% off

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-65-250-0004-6


ISBN Digital: 978-65-250-0000-8


Edição:


Ano da edição: 2021


Data de publicação: 11/02/2021


Número de páginas: 129


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Cleide Beatriz Tambosi Pisetta.

Línguas de Imigração e Línguas Adicionais em um Contexto Bi/Plurilíngue apresenta uma série de novas discussões acerca do bi/plurilinguismo no ambiente familiar e escolar. Ao partir do ponto de vista de estudantes da educação básica do município de Rodeio (SC), também conhecido como “Vale dos Trentinos”, a pesquisadora Cleide B. T. Pisetta realiza uma interessante análise por intermédio das “interações sociais” que envolvem os discentes: o bi/plurilinguismo presente na região se divide em línguas de imigração (italiano e alemão), adquiridas no contato com o ambiente familiar, e línguas adicionais (inglês e espanhol), que fazem parte do currículo escolar, contextos nos quais se pode observar os educandos como sujeitos ativos da sociedade, diante de assuntos voltados às línguas com que eles têm contato por meio, inclusive, de tecnologias digitais. Outro tema de destaque abordado pela autora são as variedades linguísticas do idioma italiano, utilizadas oralmente pela comunidade de imigrantes. Com sua linguagem fluída e objetiva, a autora demonstra como os estudantes percebem as distinções e relações entre as línguas aprendidas em ambientes dominantes e vernaculares, como, também, criam níveis de importância de aprendizado, graças ao interesse de crescimento pessoal e profissional; e traz importantes reflexões que servem não apenas para a área da linguística, mas também para debates históricos, geográficos e sociológicos. Escrita com a paixão de alguém que vive nesse contexto e acoplada do rigor metodológico de uma profissional especialista no assunto, a obra agrega e abre a porta para novos estudos e abordagens diversas acerca do bi/plurilinguismo em sala de aula.