Gays Evangélicos: Vivendo no Front

Ref: 978-65-250-0302-3

Gays evangélicos: vivendo no front é um livro que trata de quatro formas encontradas por igrejas e movimentos para lidar com a fé e a homossexualidade. Na Igreja Batista Renovada Galileia, ocorre uma acolhida buscando a cura caseiros. Na Igreja do Mundo Atual, acredita-se que esses homens vivem sua homossexualidade, mas de maneira santificada. Na Igreja Humanista de Jesus, é defendido que Cristo não normatiza as sexualidades. No Grupo de Militância LGBT de Belo Horizonte, a bancada evangélica é vista como a inimiga, colocando em risco o Estado laico.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 59,00 R$ 41,30 30% off
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-65-250-0302-3


Edição:


Ano da edição: 2021


Data de publicação: 04/05/2021


Número de páginas: 173


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Vanrochris H. Vieira.

Gays evangélicos: vivendo no front é um livro que trata de quatro formas encontradas por igrejas e movimentos para lidar com a fé e a homossexualidade. Na Igreja Batista Renovada Galileia, ocorre uma acolhida buscando a cura caseiros. Na Igreja do Mundo Atual, acredita-se que esses homens vivem sua homossexualidade, mas de maneira santificada. Na Igreja Humanista de Jesus, é defendido que Cristo não normatiza as sexualidades. No Grupo de Militância LGBT de Belo Horizonte, a bancada evangélica é vista como a inimiga, colocando em risco o Estado laico. Em meio a esses grupos e instituições, alguns posicionam-se de forma própria, circulando entre eles e fazendo suas definições da situação. É o caso de Gabriel, que já participou de cada um dos quatro grupos, e de Davi, que participa de uma igreja tradicional sem se submétrica aos discursos de cura. Do ponto de vista teórico, o livro faz uma discussão sobre o pragmatismo de Mead, questionando sua visão de conflito, mas devido a sua visão sobre o que eu para pensar a trajetória de evangélicos gays. Simmel é retomado para tratar da importância do conflito, e Thomas para discutir o processo de definição da situação. Vanrochris H. Vieira tenta conjugar essas perspectivas teóricas com o de Bakhtin, discutindo a importância da circulação dos discursos sociais, e de Foucault, tratando das relações entre poder e corpo. Gays evangélicos: living no front é uma etnografia multissituada realizada em quatro grupos da cidade de Belo Horizonte (MG). O autor, que também vive na fronteira entre a homossexualidade e uma formação cristã, busca equilibrar sua subjetividade com os sujeitos encontrados, estabelecendo um diálogo entre as teorias e categorias nativas e autores acadêmicos. Além dos quatro grupos estudados, uma pesquisa teve um contato inicial com outros dezesseis grupos da cidade, que também são aperfeiçoados na obra, dando um amplo panorama sobre as formas atuais de lidar com fé e sexualidade. O livro é voltado para pesquisadores e estudantes, mas também para qualquer um que queira ampliar sua visão sobre os temas específicos.