Escolarizações da Arte

Ref: 978-65-250-0690-1

Escolarizações da Arte vem ampliar os horizontes de compreensão da presença da arte na escola, com subsídios para enriquecer as discussões sobre a constituição e a história dos saberes escolares. Discute por que ainda hoje se insiste na realização de atividades direcionadas ao folclore, datas comemorativas e decoração do ambiente escolar como se fossem específicas, de responsabilidade do professor de Arte e consideradas exclusivas da área de Arte. A ênfase no desenvolvimento da criatividade e do talento muitas vezes é elemento posto como aspecto exclusivo da Arte a ser desenvolvido nos indivíduos.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 68,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-65-250-0690-1


Edição:


Ano da edição: 2021


Data de publicação: 14/06/2021


Número de páginas: 267


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Maria Betânia e Silva.

Escolarizações da Arte vem ampliar os horizontes de compreensão da presença da arte na escola, com subsídios para enriquecer as discussões sobre a constituição e a história dos saberes escolares. Discute por que ainda hoje se insiste na realização de atividades direcionadas ao folclore, datas comemorativas e decoração do ambiente escolar como se fossem específicas, de responsabilidade do professor de Arte e consideradas exclusivas da área de Arte. A ênfase no desenvolvimento da criatividade e do talento muitas vezes é elemento posto como aspecto exclusivo da Arte a ser desenvolvido nos indivíduos. A concepção da Arte apenas como um fazer e uma técnica ou um momento para relaxar, extravasar as energias e expressar os sentimentos é ideia que parece enraizada e cristalizada no tempo. O livro mostra que as primeiras experiências artísticas vividas no seio da família e a rede de relações estabelecida na trajetória individual e de formação profissional do professor contribuem para sua formação artística, para estruturação e organização de seu trabalho pedagógico com arte. A Arte ensinada na escola apresenta elementos advindos dos espaços de formação que o professor frequentou, mas não é possível afirmar que essa Arte adveio do conhecimento científico. Muitas vezes a Arte ensinada foi criada e produzida na própria dinâmica do cotidiano escolar. As escolas apresentavam uma diversidade significativa na Arte que era ensinada. Ao apropriar-se da produção artística desenvolvida pelos alunos, a escola utilizava-a como um marco diferencial de seu trabalho pedagógico para ser visto e apreciado pelo público escolar e pelas personalidades que frequentavam a escola. A dificuldade em estabelecer critérios sobre como e o que avaliar em Arte levou ao estabelecimento de elementos que diziam mais respeito às atitudes e aos comportamentos que ao processo de aprendizagem em Arte. A obra é destinada a professores, estudantes, gestores e todas as pessoas que têm sede de conhecimento e desejam se aprofundar nos campos do currículo, do cotidiano e da história do ensino de arte, inseridos nas áreas da educação, da arte e da história.