Tanatomusicologia: Música, Espiritualidade e Cuidado no Fim da Vida

Ref: 978-65-250-0493-8

O livro Tanatomusicologia: música, espiritualidade e cuidado no fim da vida é um convite para apreciarmos, com outro olhar, o espetáculo da vida, conscientes de que ele encerra-se com a morte. Na obra, podemos reconhecer a importância da música como recurso de cuidado em diferentes contextos, bem como os seus efeitos nas dimensões física, psicológica, social e espiritual dos seres humanos; sobretudo refletir sobre questões existenciais e ressignificar o sentido e o significado da vida e da morte. Ao regressarmos desse espetáculo, vislumbramos a possibilidade de inserirmos a música no ambiente de despedida da vida, conferindo-lhe suavidade, conforto, paz, proteção, companhia e cura para quem está morrendo.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 38,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-65-250-0493-8


Edição:


Ano da edição: 2021


Data de publicação: 19/05/2021


Número de páginas: 97


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Vladimir Araujo da Silva.

O livro Tanatomusicologia: música, espiritualidade e cuidado no fim da vida é um convite para apreciarmos, com outro olhar, o espetáculo da vida, conscientes de que ele encerra-se com a morte. Na obra, podemos reconhecer a importância da música como recurso de cuidado em diferentes contextos, bem como os seus efeitos nas dimensões física, psicológica, social e espiritual dos seres humanos; sobretudo refletir sobre questões existenciais e ressignificar o sentido e o significado da vida e da morte. Ao regressarmos desse espetáculo, vislumbramos a possibilidade de inserirmos a música no ambiente de despedida da vida, conferindo-lhe suavidade, conforto, paz, proteção, companhia e cura para quem está morrendo.
Vale lembrar que a música se faz presente em todos os momentos marcantes da vida, inclusive nos de tristeza, como velórios, enterros, cerimônias de exéquias e encontros pós-morte nas casas das famílias enlutadas. Porém, em nossa realidade, por questões culturais, afastamos a música daqueles que estão morrendo, acreditando que o silêncio, representado pelas figuras musicais denominadas pausas, seja a demonstração de respeito mais adequada e aceitável para compor a solitária melodia que acompanha quem está se despedindo da vida.
Nesse ínterim, o leitor é convidado a conhecer uma abordagem de cuidado interdisciplinar, que busca promover: qualidade de vida e morte digna para pacientes com doenças que ameaçam a vida e qualidade de vida e assistência ao luto para os seus familiares; o uso da música como recurso de cuidado; e a importância da espiritualidade e da religiosidade nesse processo. O intuito é fundamentar uma modalidade clínica/musical, considerada uma subespecialidade em cuidados paliativos, que articula música e espiritualidade no fim da vida.