Educação Integral: Caminhos para Construção de uma Educação Pública como Formação Humana

Ref: 978-65-250-0797-7

Educação integral: caminhos para construção de uma educação pública como formação humana reúne um conjunto de textos que refletem sobre as possibilidades de formação (integral) de alunas e alunos, de professoras e professores, a partir dos conhecimentos produzidos em uma escola pública de educação integral e(m) tempo integral, localizada no município de Niterói, Rio de Janeiro, mas não para por aí.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 52,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-65-250-0797-7


Edição:


Ano da edição: 2021


Data de publicação: 22/06/2021


Número de páginas: 207


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Tatiana Bezerra Fagundes.

2. Manna Nunes Maia.

Educação integral: caminhos para construção de uma educação pública como formação humana reúne um conjunto de textos que refletem sobre as possibilidades de formação (integral) de alunas e alunos, de professoras e professores, a partir dos conhecimentos produzidos em uma escola pública de educação integral e(m) tempo integral, localizada no município de Niterói, Rio de Janeiro, mas não para por aí. Entre seus capítulos, estão também aqueles que se dedicam a pensar projetos amplos, no campo das políticas públicas, que envolvem não somente uma escola, mas abarcam perspectivas de realização da educação integral estendida a um número maior de crianças em idade escolar e de educadores que atuam nessas experiências em curso. Nesse escopo, a formação de professores e as memórias docentes também emergem e encontram lugar na composição dos textos deste livro, buscando revelar a indissociabilidade entre a proposta de educação (integral) e a formação dos profissionais do magistério para nela atuarem.
Orientados por inúmeros questionamentos – dentre os quais: Como as estratégias assumidas no fazer pedagógico que evidencia a descendência africana negra podem fortalecer as perspectivas de diversidade que são importantes ser pensadas na escola? Como apresentar problematizações teórico-metodológicas às crianças? O que pode e do que precisa o corpo (infantil) no espaço institucional? Para que serve ensinar uma língua adicional numa escola pública, sobretudo para crianças no início de seu processo de escolarização? Mas, afinal, o que é ser inteligente? Faz-se necessária uma formação específica para o professor que irá trabalhar na educação integral? Quais propostas se apresentaram como passíveis de incorporar “qualidade” a fundamentos e práticas que se materializaram nas escolas públicas? De qual “qualidade” estamos falando? –, as autoras e os autores desta obra mergulham no universo da educação integral. Fazem um convite para que façamos o mesmo, auxiliando-nos a construir pontes que permitam vislumbrar os contornos e as vivências de uma concepção de educação cujos elementos possam ajudar a pensar as pautas socioeducacionais do país na atualidade.
Este livro destina-se, desse modo, a todas aquelas e aqueles que têm interesse na educação integral, ao articular alguns vestígios dos pensaresfazeres dos sujeitos de uma escola pública de proposta e horário integral e de pesquisadores da área, cujas trajetórias atravessam os rumos possíveis à educação.