Atividade Pedagógica Promotora do Desenvolvimento Humano: Contribuições da Educação em Cuba

Ref: 978-65-250-0579-9

Este livro foi resultado de uma pesquisa realizada no âmbito do doutorado em Educação com a finalidade de aprofundar os pressupostos da Teoria Histórico-Cultural a partir de uma experiência concreta promotora do desenvolvimento humano. Por meio do doutorado sanduíche, tivemos a oportunidade de realizar a pesquisa em Cuba, vinculada à Cátedra L. S. Vygotski, da Universidade de La Habana.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 66,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-65-250-0579-9


Edição:


Ano da edição: 2021


Data de publicação: 22/06/2021


Número de páginas: 271


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Janaína Damasco Umbelino.

Este livro foi resultado de uma pesquisa realizada no âmbito do doutorado em Educação com a finalidade de aprofundar os pressupostos da Teoria Histórico-Cultural a partir de uma experiência concreta promotora do desenvolvimento humano. Por meio do doutorado sanduíche, tivemos a oportunidade de realizar a pesquisa em Cuba, vinculada à Cátedra L. S. Vygotski, da Universidade de La Habana. Essa oportunidade nos permitiu conhecer, a partir de dados empíricos, uma proposta educacional voltada à formação integral do homem. Cuba, em sua história, conseguiu organizar, coletivamente, muitas ações que demonstram a preocupação em promover uma sociedade que se contrapõe à “hegemonia do Capital”, que supere relações humanas nefastas ao próprio desenvolvimento humano. Para tanto, os cubanos e cubanas, por meio de um árduo processo histórico, buscam organizar uma formação social dirigida à produção de uma educação e saúde da melhor qualidade, tornando-se referência, principalmente, na América Latina. Nesse sentido buscamos compreender, no movimento histórico da educação cubana, enquanto resultado de um movimento histórico revolucionário, a organização de um sistema de educação que proporcione às crianças a garantia de seus direitos essenciais para a produção de sua existência. Cuba conseguiu organizar expressões práticas, teóricas e políticas vinculadas ao sistema educativo, fundamentadas nos estudos de Vigotski e seus colaboradores, que oferece, dentro de suas condições objetivas, uma educação voltada a “produzir o humano no humano”. Na tentativa de demonstrar esse movimento, apresentamos alguns dados históricos no Brasil e em Cuba sobre a chegada da Teoria nesses países, sem procurar comparações, mas demonstrar que os caminhos de sua introdução estão diretamente relacionados às escolhas políticas nos países. Na sequência, buscamos nos estudos de Vigotski e seus colaboradores fundamentos que nos ajudem a compreender os pressupostos da educação cubana. Finalmente, apresentamos experiências concretas de educação pré-escolar (institucional e não institucional) e primária, sua organização e diretrizes. Este trabalho nos permitiu evidenciar os elementos necessários para uma educação promotora do desenvolvimento, enquanto ação política de estado resultado de um movimento social, voltada para o desenvolvimento das máximas potencialidades humanas.