Professar a/à Memória: Fabulações, Endereçamentos

Ref: 978-65-250-0940-7

O livro Professar a/à memória: fabulações, endereçamentos desenvolve articulações a respeito do papel da memória, tomada como uma escrita, e indaga como a memória se compromete com o ato de “professar”, destacado por Jacques Derrida. Professamos quando nos posicionamos endereçados ao outro. As inquietações, ponto de partida deste livro, surgiram do encontro da Teoria Literária com a Psicanálise e a Filosofia, apontando para os esburacamentos da memória, bordando e desbordando lembranças e esquecimentos.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 44,00 R$ 30,80 30% off
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-65-250-0940-7


Edição:


Ano da edição: 2021


Data de publicação: 29/06/2021


Número de páginas: 127


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Mariana de Bastiani Lange.

O livro Professar a/à memória: fabulações, endereçamentos desenvolve articulações a respeito do papel da memória, tomada como uma escrita, e indaga como a memória se compromete com o ato de “professar”, destacado por Jacques Derrida. Professamos quando nos posicionamos endereçados ao outro. As inquietações, ponto de partida deste livro, surgiram do encontro da Teoria Literária com a Psicanálise e a Filosofia, apontando para os esburacamentos da memória, bordando e desbordando lembranças e esquecimentos. Contra o esquecimento, apesar dele e com ele, professamos cronicamente, como se sem chance de cura. Toma-se essa espécie de arquivo, a memória, e questiona-se sobre sua legibilidade e seu alcance no que diz respeito ao ensino. Os caminhos deste livro foram acompanhados de Jacques Derrida, com o destaque do verbo “professar”, e das ressonâncias da Psicanálise de Sigmund Freud e Jacques Lacan – além de outros autores, como Roland Barthes e Marguerite Duras. Trata-se de desejo e transmissão, afinal, professa-se a própria memória e é também em direção a ela que se professa.