Protocolos para Diagnóstico de Doenças em Peixes

Ref: 978-65-250-0785-4

Resultado de anos de pesquisa e extensão na área de piscicultura, Protocolos para diagnóstico de doenças em peixes apresenta ferramentas para estudantes e pesquisadores da aquicultura que tenham interesse em explorar cientificamente patógenos como bactérias e parasitos que causam grandes perdas em ambientes de criação comercial de peixes.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 47,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 16,00

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-65-250-0785-4


ISBN Digital: 978-65-250-0750-2


Edição:


Ano da edição: 2021


Data de publicação: 01/06/2021


Número de páginas: 103


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Andrea Belem-Costa.

2. Ana Lúcia Silva Gomes.

3. Eliane Carvalho.

4. Lorena Nacif-Marçal.

5. Thyssia Bomfim Araújo da Silva.

6. Jescineide da Silva Soares.

Resultado de anos de pesquisa e extensão na área de piscicultura, Protocolos para diagnóstico de doenças em peixes apresenta ferramentas para estudantes e pesquisadores da aquicultura que tenham interesse em explorar cientificamente patógenos como bactérias e parasitos que causam grandes perdas em ambientes de criação comercial de peixes. A aquicultura pode ser uma alavanca de desenvolvimento social e econômico ao promover o aproveitamento efetivo dos recursos naturais locais, a geração de renda e a criação de postos de trabalho e novos nichos econômicos (com a entrada de investimentos externos). Mas isso ainda não foi observado no Brasil, apesar da sua crescente produção aquícola. Quando comparamos a atenção e os cuidados dispensados aos animais domésticos como cães e gatos (pets) àqueles dirigidos aos animais aquáticos mantidos em cativeiro e produzidos para a alimentação humana, verificamos que a prevenção e o controle de doenças nestes últimos são praticamente inexistentes. Quando um organismo aquático é colocado em um meio artificial, tal como acontece na aquicultura, os parâmetros de qualidade da água mudam, e os patógenos podem colocar em risco a sobrevivência de todo o plantel. Portanto, é latente a necessidade de mais conhecimentos sobre o manejo adequado e sistêmico dos cultivos e principalmente sobre como encontrar, identificar e manejar esses organismos que causam doenças e perdas econômicas na criação de peixes.