Controvérsias da MPB na Rede: Propostas Teóricas e Métodos Digitais na Internet para Pesquisar a Sigla no Século XXI

Ref: 978-65-250-1045-8

Nos anos 1960 e 1970, a MPB (Música Popular Brasileira) assumiu uma posição central nas discussões sobre música no Brasil. Porém desde a metade da década de 1980 a MPB divide esse lugar central com outras expressões musicais brasileiras, continuando a ter destaque nessas disputas. Nas primeiras décadas dos anos 2000, o debate sobre MPB voltou a ter força na internet e nas plataformas de redes sociais com a Nova MPB.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 66,00 R$ 46,20 30% off
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 66,00 R$ 29,00 57% off

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-65-250-1045-8


ISBN Digital: 978-65-250-1032-8


Edição:


Ano da edição: 2021


Data de publicação: 26/07/2021


Número de páginas: 379


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Laís Barros Falcão de Almeida.

Nos anos 1960 e 1970, a MPB (Música Popular Brasileira) assumiu uma posição central nas discussões sobre música no Brasil. Porém desde a metade da década de 1980 a MPB divide esse lugar central com outras expressões musicais brasileiras, continuando a ter destaque nessas disputas. Nas primeiras décadas dos anos 2000, o debate sobre MPB voltou a ter força na internet e nas plataformas de redes sociais com a Nova MPB. Este livro apresenta e discute de forma articulada os Estudos da MPB, as Teorias das Redes e os Estudos Culturais, e propõe pensar a sigla composta por debates que articulam redes diversas a fim de perpetuá-la e reinventá-la ao longo dos anos. Além disso, traz uma cartografia ampla chamada “cartografia digital de controvérsias musicais” sobre o que vem sendo debatido no Brasil sobre a Nova MPB, em revistas, jornais, sites, blogs, YouTube, Twitter e Facebook. Por seu conteúdo atual e original, é uma leitura recomendada para todos que se interessam por comunicação e música e buscam conhecer mais sobre MPB e Nova MPB.