Arte, Cultura & Violino: Memórias do Ensino e Vida de um Violinista Brasileiro

Ref: 978-65-250-1850-8

Este livro merece ser lido porque, genuinamente, versa sobre o amor à cultura e a dedicação ao ensino da música. Isso foi possível constatar quando uma corrente estética europeia consegue irradiar conhecimentos artísticos para além-mar — época em que uma aplicada escola violinística desembarca no Brasil, no início do século XX, via de destemidos estudantes brasileiros de violino em terras estrangeiras, e produz discípulos transmitindo sua influência. Entre solistas e virtuoses, fizeram-se também violinistas professores, dos quais alguns resultam por presentear sua existência terrena à causa da instrução musical.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 49,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 22,00

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-65-250-1850-8


ISBN Digital: 978-65-250-1879-9


Edição:


Ano da edição: 2021


Data de publicação: 09/11/2021


Número de páginas: 227


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Ney Alves de Arruda.

Este livro merece ser lido porque, genuinamente, versa sobre o amor à cultura e a dedicação ao ensino da música. Isso foi possível constatar quando uma corrente estética europeia consegue irradiar conhecimentos artísticos para além-mar — época em que uma aplicada escola violinística desembarca no Brasil, no início do século XX, via de destemidos estudantes brasileiros de violino em terras estrangeiras, e produz discípulos transmitindo sua influência. Entre solistas e virtuoses, fizeram-se também violinistas professores, dos quais alguns resultam por presentear sua existência terrena à causa da instrução musical.
Professores de violino do Brasil Atlântico que, equipados com a ferramenta técnica composta de autores pedagogos violinistas da eficaz “Escola Franco-Belga” adentram ao cerne do Brasil e se dedicam ao ensino musical de grandes mestres, numa rara opção pelo exercício profissional no interior a ser desbravado deste continental país. Boas contribuições vieram desse ensino brasileiro do violino, também temperado com mestres do violinismo mundial
provenientes das Escolas Tcheca, Russa e Alemã.
A presente obra trata de narrar numerosas passagens da vivência humana como professor e amigo de um desses esplêndidos mestres educadores. Um excepcional violinista que, nascido em 1930 e criado no Rio de Janeiro, viveu e laborou em São Paulo, indo então para o Centro-Oeste do território nacional na década de 1960. Um didata na cidade de Campo Grande (hoje, Mato Grosso do Sul), onde exerceu sua competência educadora ao violino, além de extensa atividade artística como aclamado performer e solista musical.
Possivelmente, uma espécie de corajoso bandeirismo cultural que consagrou a seus alunos sua inédita saga de primeiro professor de violino em Cuiabá (Mato Grosso). E ainda teve fôlego para fomentar um movimento musical sem precedentes na história do ensino daquela região numa universidade pública. Entusiasmo e ousadia de seus dirigentes em décadas de muita criatividade. E o projeto prospera, vez que a semente de uma orquestra sinfônica germinou. Eis uma instigante leitura da curiosa história — quase cinematográfica — de um pedagogo violinista brasileiro!