Justiça Ambiental, da Igualdade Formal à Material: Realidades a Desafiar o Direito Brasileiro

Ref: 978-65-250-1996-3

O livro Justiça ambiental, da igualdade formal à material: realidades a desafiar o Direito Brasileiro propõe-se a desvelar alguns traços da desigualdade encontrados em nossa sociedade, notadamente quanto à imposição histórica dos riscos e dos danos, de modo desproporcional e antidemocrático, a determinados grupos no meio ambiente, riscos e danos oriundos dos tempos coloniais, no caso do Brasil, e desde a construção das sociedades, de modo geral, no mundo.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 47,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 16,00

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-65-250-1996-3


ISBN Digital: 978-65-250-1999-4


Edição:


Ano da edição: 2021


Data de publicação: 13/12/2021


Número de páginas: 143


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Antonio Roberto Pinto Júnior.

O livro Justiça ambiental, da igualdade formal à material: realidades a desafiar o Direito Brasileiro propõe-se a desvelar alguns traços da desigualdade encontrados em nossa sociedade, notadamente quanto à imposição histórica dos riscos e dos danos, de modo desproporcional e antidemocrático, a determinados grupos no meio ambiente, riscos e danos oriundos dos tempos coloniais, no caso do Brasil, e desde a construção das sociedades, de modo geral, no mundo.
A desigualdade tratada na obra não é um tipo de iniquidade que se observa por meio de lentes de pequeno alcance, porque as posturas adotadas, seja pelo Estado ou mesmo por grandes empresas, são apresentadas de maneira tão sofisticada que, a olho nu ou com lentes de baixo alcance, não se consegue verificar.
É, portanto, um estudo que possui o objetivo de trazer luz a uma realidade ainda pouco explorada no âmbito acadêmico, mas bastante vivida na realidade cotidiana. O estudo, além de pesquisa bibliográfica, apresenta casos concretos estudados e vivenciados pelo autor, bem como um estudo no âmbito do Direito Comparado, com jurisprudências relacionadas à proteção contra o racismo ambiental, em específico na realidade da Bolívia.
O conteúdo da obra, além de bastante aprofundado, lança novos olhares a realidades pouco observadas, trazendo à sociedade uma temática da mais alta relevância, sob os mais variados pontos de vista, seja no campo humano, econômico, social ou filosófico, com uma linguagem jurídica simples, mas inserta no universo do Direito, buscando adentrar todos os ambientes da sociedade brasileira.