“Entre” Chapeuzinhos Vermelhos e Lobos Maus: O Abuso Sexual Infantil e a Escola Enquanto Rede de Proteção e Enfrentamento

Ref: 978-65-250-1897-3

O livro “Entre” chapeuzinhos vermelhos e lobos maus. O abuso sexual infantil e a escola enquanto rede de proteção e enfrentamento tem o intuito de promover uma discussão reflexiva sobre a formação continuada e a atuação dos professores com ênfase e recorte para o abuso sexual na primeira infância. Assim, busca-se contribuir com a identificação de possíveis sinais e comportamentos observáveis em crianças de 0 a 6 anos que já sofreram com esse tipo de violência, ou de forma estratégica, auxiliar quanto à sua prevenção.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 52,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-65-250-1897-3


Edição:


Ano da edição: 2021


Data de publicação: 25/11/2021


Número de páginas: 135


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Macdouglas de Oliveira.

2. Pompéia Villachan-Lyra.

O livro “Entre” chapeuzinhos vermelhos e lobos maus. O abuso sexual infantil e a escola enquanto rede de proteção e enfrentamento tem o intuito de promover uma discussão reflexiva sobre a formação continuada e a atuação dos professores com ênfase e recorte para o abuso sexual na primeira infância. Assim, busca-se contribuir com a identificação de possíveis sinais e comportamentos observáveis em crianças de 0 a 6 anos que já sofreram com esse tipo de violência, ou de forma estratégica, auxiliar quanto à sua prevenção.
Nesse mesmo viés, o livro faz um alerta sobre a necessidade de um Projeto Político Pedagógico que paute na importância da formação continuada para profissionais da educação infantil contemplando temáticas como as violências sexuais e sexualidade, principalmente nos anos iniciais da criança, por se tratar de temáticas que ainda enfrentam tanta resistência e tabu nos contextos escolares.
Com isso, este livro é um importante aliado para os professores da educação infantil, tanto para a contribuição de uma prática profissional que considere a escola como um lugar preventivo, quanto para o entendimento e a apropriação dessa instituição como parte integrante e necessária ao sistema de garantia de direitos das crianças e adolescentes no país. Também, possibilita ao leitor e à sociedade informações importantes que podem subsidiar os comportamentos preventivos ou até mesmo as denúncias.
Por fim, traz como resultado de uma pesquisa ação, que se materializou por meio de parcerias com o governo do estado de Pernambuco e Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), a elaboração e publicação de uma cartilha intitulada: Informações sobre o abuso sexual na primeira infância – cartilha do(a) professor(a), que tem sido trabalhada a partir de uma metodologia vivenciada. Esse material tem sido encaminhado aos municípios pernambucanos por meio de ações que ocorrem junto aos profissionais que compõem o sistema de garantia de direitos, a fim de tornar cada vez mais plural, eficaz e viável a discussão e o enfrentamento ao abuso sexual infantil.