Formação de Trabalhadores: Reflexões Contra-Hegemônicas

Ref: 978-65-250-2235-2

A presente obra busca partilhar reflexões e algumas experiências formativas de caráter contra-hegemônico sobre a educação e a formação de trabalhadores com vistas à construção de interpretações e enfrentamentos às contradições do capitalismo. Assim, são abordados nesta obra as condições precárias de trabalho, o tratamento indigno aos trabalhadores privados de liberdade, a falsa inclusão educativa de trabalhadores por meio de recursos tecnológicos.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 46,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 20,00

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-65-250-2235-2


ISBN Digital: 978-65-250-2293-2


Edição:


Ano da edição: 2022


Data de publicação: 14/02/2022


Número de páginas: 153


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Dianina Raquel Silva Rabelo.

2. Cláudia Borges Costa.

A presente obra busca partilhar reflexões e algumas experiências formativas de caráter contra-hegemônico sobre a educação e a formação de trabalhadores com vistas à construção de interpretações e enfrentamentos às contradições do capitalismo. Assim, são abordados nesta obra as condições precárias de trabalho, o tratamento indigno aos trabalhadores privados de liberdade, a falsa inclusão educativa de trabalhadores por meio de recursos tecnológicos. Mas são também evidenciadas a reação de pessoas trabalhadoras terceirizadas e precarizadas e suas lideranças emergentes, a atuação de redes de solidariedade e defesa da educação como direito, tanto em âmbito nacional quanto internacional, e, ainda, as contribuições políticas e pedagógicas da Pedagogia da Alternância e a explicitação de atividades extensionistas com foco no acolhimento e na inclusão de populações vulneráveis. Trata-se de um esforço coletivo de resistência e persistência na defesa de uma educação na perspectiva integral humana.