Educação Musical: Reflexões Políticas e Saberes em Diálogo por Meio do Ensino, Pesquisa e Extensão

Ref: 978-65-250-2325-0

Educação Musical: reflexões políticas e saberes em diálogo por meio do ensino, pesquisa e extensão é o resultado do primeiro ano de trabalho do grupo de pesquisa EMPODERA, (Educação Musical, Políticas, Decolonialidades e Resistência) vinculado à Universidade do Estado do Pará (UEPA). O grupo EMPODERA iniciou suas atividades no último trimestre de 2020, em plena pandemia da Covid-19, como um espaço de reflexão e debates sobre a educação musical e a formação em música numa perspectiva decolonial.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 57,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-65-250-2325-0


Edição:


Ano da edição: 2022


Data de publicação: 19/04/2022


Número de páginas: 243


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Carlos Augusto Pinheiro Souto.

2. Joelciléa de Lima Aires.

3. Jonas Monteiro Arraes.

Educação Musical: reflexões políticas e saberes em diálogo por meio do ensino, pesquisa e extensão é o resultado do primeiro ano de trabalho do grupo de pesquisa EMPODERA, (Educação Musical, Políticas, Decolonialidades e Resistência) vinculado à Universidade do Estado do Pará (UEPA). O grupo EMPODERA iniciou suas atividades no último trimestre de 2020, em plena pandemia da Covid-19, como um espaço de reflexão e debates sobre a educação musical e a formação em música numa perspectiva decolonial. O grupo reúne professores dos Departamentos de Artes e de Filosofia do CCSE/UEPA, professores egressos do curso de Licenciatura em Música, além de alunos da graduação e especialização em Música da UEPA e, em seu primeiro ano, teve uma estreita e profícua colaboração de todos os membros em atividades de pesquisa, estudos dirigidos e mesas redondas, todas de caráter remoto, culminando com esta obra. O livro trata da prática e ensino da música em contextos da Amazônia e do sul do país, com discussões que abordam questões como a participação social no contexto educacional a partir de uma prática docente engajada; os desafios da docência virtual em contexto pandêmico e de isolamento social; as influências histórico-sociais sobre as identidades culturais dos educandos; a incorporação de propostas interculturais no contexto musical, ao romper com as práticas coloniais a partir de ações decoloniais, como o diálogo de saberes. O livro apresenta temas relacionados à pesquisa e extensão na área, à organização curricular, às habilidades produzidas pelo ensino coletivo de instrumentos, à prática de bandas de música, incluindo o protagonismo feminino nesse contexto. O diferencial desse projeto foi oportunizar a experiência de produção e publicação acadêmica não só a professores titulados, mas, especialmente, a estudantes recém-egressos de cursos de graduação ou especialização em música, representando a verdadeira vocação de um grupo de pesquisa. Esta obra, então, destina-se não somente a músicos e a estudantes da área, mas a todos e todas que tenham interesse pelo que se relaciona à prática e ensino da música, bem como sobre a temática da decolonialidade, que propõe o desconstruir dos cânones musicais europeus para se abrir à beleza e à diversidade da cultura musical de comunidades urbanas, quilombolas, rurais e indígenas numa perspectiva intercultural e pluriepistêmica.