Diálogos sobre Práticas Pedagógicas Inclusivas

Ref: 3944613

Este livro revela sua contribuição para a área da Educação Especial na luta pelo direito à Educação que compreende a matrícula e a permanência na escola, assim como a apropriação do conhecimento para participação social.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 52,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-8192-047-4


Edição: 1


Ano da edição: 2012


Data de publicação: 00/00/0000


Número de páginas: 194


Peso: 200 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Ines de Oliveira Ramos.

2. Mariangela Lima de Almeida.

Este livro revela sua contribuição para a área da Educação Especial na luta pelo direito à Educação que compreende a matrícula e a permanência na escola, assim como a apropriação do conhecimento para participação social.

Mariangela Lima de Almeida e Ines Oliveira Ramos organizam uma coletânea de artigos provenientes de pesquisas realizadas no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Espírito Santo. O referido Programa tem vasta e relevante produção na área da Educação Especial.

Os autores, ao problematizarem as práticas sociais escolares, se inserem no cotidiano escolar, complexo e tenso, e produzem conhecimentos sobre o fazer docente mediante o compromisso ético da inclusão escolar. Nesse movimento, a escola é ponto de saída e de chegada; das perguntas iniciais que justificaram o estudo, novas práticas emergem e consequentemente novos problemas, no pulsar incessante da ação humana inquieta e responsável.

Os textos buscam pelo diálogo com os atores da escola. Problematizam cenas do cotidiano educativo e apostam na construção de práticas pedagógicas inclusivas a partir da colaboração e da reflexão teórico-prática. Assim, abrem diálogos com professores, profissionais da Educação e com alunos de licenciaturas. 

O eixo central desta publicação se revela no posicionamento pelo potencial humanizador da escola e pela capacidade de aprender que todas as pessoas trazem, porque são humanas. Na reflexão que os autores fazem sobre os novos caminhos que podem ser traçados no cotidiano escolar.